Pesquisar no blog

quinta-feira, 12 de março de 2015

Agência Fortaleza de Notícias: Resíduos Sólidos

Agência Fortaleza de Notícias: Resíduos Sólidos: O prefeito Roberto Cláudio apresenta nesta sexta-feira ( 13 ), às 10h30min, na Câmara Municipal, o Programa de Ações para a Gestão de Resí...

Agência Fortaleza de Notícias: Encontro da Abrasel

Agência Fortaleza de Notícias: Encontro da Abrasel

Agência Fortaleza de Notícias: Na Caixa Cultural

Agência Fortaleza de Notícias: Na Caixa Cultural: A CAIXA Cultural Fortaleza promove, de 7 a 18 de abril, o curso gratuito "Autonomia, Gestão e Produção Cultural". Artistas, prod...

Agência Radioweb

Uniconstruir

A Universidade Corporativa do Sinduscon-CE (Uniconstruir) entra em uma nova fase em 2015, com cursos para o setor da construção civil atualizados com o mercado atual e suas necessidades. Para marcar essa ​novidade​, o sindicato promove aula magna amanhã (1​3), às 17 horas, no Hotel Gran Marquise, c​om o tema ​“Inovação e Desenvolvimento Tecnológico na Construção Civil - Desafios e Oportunidades", ministrada pelo conselheiro do Green Building Council – Brasil (GBC) e presidente e sócio-fundador da empresa Método Engenharia S/A, Engenheiro Hugo Rosa. 
Com a mudança na grade de cursos, a Unicontruir tem o foco agora em três temas: excelência - técnicas e inovações;​ aperfeiçoamento - atualização e reciclagem​; e trainee - conhecimento estrutural. O público-alvo é o profissional de mercado, que precisa de cursos de complementação técnica, voltado para a formação prática, vivenciada no dia-a-dia das empresas. 
Para atender a essa demanda, a Uniconstruir terá um calendário anual, coma oferta de cursos, oficinas, palestras, workshops e seminários, com professores renomados e parcerias com instituições de ensino. 
​Segundo o presidente do Sinduscon-CE, André Montenegro, a iniciativa de renovar a Universidade Corporativa segue a tendência de aprimoramento constante do próprio setor, que passa por grandes atualizações e precisam cada vez mais de profissionais capacitados, que possam acompanhar os movimentos do mercado. “Como as organizações necessitam que as pessoas aprendam mais rápido, acompanhando a velocidade da geração de conhecimento do mundo atual, elas precisam alinhar as iniciativas de treinamento com a estratégia da organização, considerando a cultura organizacional, o contexto organizacional e as competências essenciais”, comenta.
Histórico - criada em março de 2010, a Universidade Corporativa (Uniconstruir) surgiu com a premissa de fomentar o desenvolvimento setorial, estimulando a participação dos associados por meio da ampliação do saber. Ao todo, já ofereceu mais de 50 diferentes cursos e promoveu 32 palestras, seminários e workshops, beneficiando diretamente a um público de cerca de 4 mil alunos, dentre eles empresários, engenheiros, arquitetos e estudantes.
Serviço
Aula Magna Uniconstruir
Palestra com o Engenheiro Hugo Rosa
Dia: 13/03 (sexta-feira)
Local: Hotel Gran Marquise
Endereço: Avenida Beira Mar, 3980 – Mucuripe.
Horário: 17 horas.
Mais informações: (85) 3456.4050.

No Dragão-Joaquim Nabuco

Em semana movimentada, entra em cartaz O AMOR É ESTRANHO (de Ira Sachs) na Sala 2. Seleção Oficial de Sundance, o filme conta a história de Ben (John Litgow) e George (Alfred Molina), um casal de artistas juntos há décadas que, após se casarem oficialmente, se veem obrigados a morarem separados em apartamentos de amigos por questões financeiras. 

MAPAS PARA AS ESTRELAS ganha uma nova sessão de pré-estreia no sábado às 18h. 


Também em pré-estreia, exibiremos EDEN (Domingo, 19h30). O longa aborda uma das melhores épocas da música eletrônica francesa, entre os anos 1990 e 2000, falando de Cassius, Air e, é claro, Daft Punk. Quem conduz a trama é do DJ Sven Løve, à época um adolescente frustrado que ingressava para a vida noturna. A direção é de Mia-Hansen Løve, irmã de Sven e conhecida por dramas como Adeus, Primeiro Amor e O Pai dos Meus Filhos.




► Short Waves Festival 2015 – Grand Prix Tour

O Cinema do Dragão-Fundação recebe na sexta-feira (13) às 16h (Sala 1), a segunda edição do Short Waves Festival em Fortaleza – realizad pela primeira vez na capital cearense em 2014 na Escola Porto Iracema das Artes –. O Festival é promovido pela AD (Arte Foundation For Culture and Education) e visa promover o cinema de curta-metragem recente produzido na Polônia. Serão 7 filmes exibidos em itinerâncias que atravessam 6 continentes. Os curtas concorrem aos prêmios de júri popular (serão entregues cartelas para votação antes da sessão) e, após apurações dos votos realizados em sessões de mais de 90 cidades no mundo, serão anunciados os vencedores na capital polonesa no dia 29 de março. 

Release completo com informações dos filmes segue no anexo.




► Conversa de Cinema

Na terceira edição da faixa Conversa de Cinema em 2015, realizaremos um debate com a roteirista e atriz Silvia Lourenço, protagonista de INSUBORDINADOS (Seleção Oficial na 38ª Mostra de São Paulo), longa que ganha sessão especial no dia 17 (terça-feira, 19h30).

De Primeira

Coluna
De Primeira
O Estado

É campeão
O Basquete Cearense é campeão da Liga do Desenvolvimento do Basquete (LDB) 2014-2015. E a conquista no Ginásio Paulo Sarasate em cima do Flamengo (RJ) por 63 a 53 começou bem antes. Uma temporada na LDB com 100% de aproveitamento. Foram 28 jogos e 28 vitórias. Parabéns para os comandados pelo treinador Espiga. Parabéns para toda comissão técnica. Parabéns para os destaque Erick Camilo, Taddei e Davi Rossetto. Mas parabéns também para torcida que soube incentivar o time para conquistar o título invicto. Foi uma noite memorável no Ginásio Paulo Sarasate. Uma conquista para ficar na história. Até porque na LDB 2013 o Basquete Cearense foi eliminado no octogonal e 2014 ficou em terceiro. Agora superou a todos e com qualidade. 

MVP
O armador Davi Rossetto, do Basquete Cearense, foi escolhido o jogador mais valioso (MVP) do LDB 2014-2015. Festejado como líder, comprometido, focado, inteligente e trabalhador para ser campeão, Davi Rossetto, capitão do Basquete Cearense foi a alma do time ao longo da campanha de 28 vitórias. O Basquete Cearense é um time entrosado. O nosso Sub-22 deu uma lição para os titulares profissionais. Que o título de campeão estimule para uma recuperação do Basquete Cearense no Novo Basquete Brasil (NBB). Ainda há tempo para a reabilitação.

622 - O Crato tem até hoje para pagar uma dívida de R$ 622,94 junto à Federação Cearense de Futebol (FCF) para poder voltar a jogar pela Segundona do Cearensão 2015.
3x0 - Devido a dívida, o Crato já foi punido com 3 a 0 para o Barbalha, na rodada do meio de semana.
Sábado - Caso queira jogar com o Uniclinic, no próximo sábado, tem que pagar a pendência financeira com a FCF até hoje.
Ferroviário - E o Ferroviário é um dos lanternas da Segundona.
Sem vencer - Em dois jogos, o Ferroviário ainda não venceu. Foram uma derrota e um empate.
Dispensou - Com isso o treinador Bira Lopes já foi dispensado do comando técnico coral.
Domingo - No domingo, o Ferroviário busca a primeira vitória, às 15h30, diante do Itapajé, no Vieirão.
Antônio Cruz - No Antônio Cruz, na Lagoa Redonda, domingo pela Segundona tem às 15h30, Maracanã x Nova Russas.
Tarcisão - Mandando o jogo no Tarcisão, em São Benedito, o Crateús recebe o América, no domingo também às 15h30, pela Segundona do Cearensão.
Bola Branca - Conquista invicta do Basquete Cearense na LDB.
Bola Preta - Campanha do Ferroviário na Segundona do Cearensão 2015.

Sem padrão
O Ceará ganhou as duras penas do Ríver (PI) e praticamente garantiu vaga nas quartas de final da Copa do Nordeste. Foi o um a zero mais comemorado dos últimos tempos. O resultado que despachou o time piauiense. Mas as deficiências alvinegras foram sentidas. Não há ainda um padrão de jogo definido pelo treinador Silas Pereira. Os alvinegros ainda estão desentrosados. O que é ruim para uma altura dessa da temporada. Temporada que segue com Copa do Brasil, Brasileirão...É esperar que nos próximos jogos do Cearensão e da Copa do Nordeste, esta padrão de jogo seja encontrado...

Abrasel


quarta-feira, 11 de março de 2015

Barusco


Rendeira de Aquarela

Retalhos de tecidos, aviamentos, papéis e tintas compõem as artes da ilustradora Rebeca Melo, que acaba de lançar uma coleção de pôsteres intitulada “Rendeiras de Aquarela”, exposta na galeria moderna de arte PPPosters, em Fortaleza. A artista se inspirou em flores, formas e cores, e criou uma coleção de retratos de mulheres usando técnicas de aquarela e colagem com diversos tipos de rendas.
A coleção “Rendeiras de Aquarela” está disponível na galeria PPPosters pela loja física, que fica na Rua Silva Paulet, 1853, loja 5, ou pelo site www.ppposters.com

·         Serviço –  PPPosters
Endereço: Rua Silva Paulet, 1853, loja 5 • Fortaleza - CE
Funcionamento: de segunda  a sexta - 09h - 18h • Sábados - 9h as 14h
Telefone: (85) 3055.7771

Agência Fortaleza de Notícias: Hoje na CMFor

Agência Fortaleza de Notícias: Hoje na CMFor: 15ª Reunião Ordinária da 3ª Sessão Legislativa da 17ª Legislatura 11 de Março de 2015 (Quarta-feira) Identificação Básica Tipo da Sessão...

Agência Fortaleza de Notícias: BRT da Washington Soares

Agência Fortaleza de Notícias: BRT da Washington Soares: Anna Regadas  www.cmfor.ce.gov.br Plenário Fausto Arruda acolheu a celebração do convênio – Foto: Genilson de Lima O prefeito Rober...

Agência Fortaleza de Notícias: Evento para a redução da menor idade penal

Agência Fortaleza de Notícias: Evento para a redução da menor idade penal: O vereador Robert Burns (PTC), está organizando um evento marcado para a próxima sexta-feira (13), às 10 horas, na Praça do Ferreira, que t...

Agência Fortaleza de Notícias: Proliferação de doenças no período chuvoso

Agência Fortaleza de Notícias: Proliferação de doenças no período chuvoso: A vereadora Cristhina Brasil (PTdoB), falou hoje (11), na Câmara Municipal de Fortaleza, sugestões para combater a proliferação de doen...

Água II

A quadra chuvosa de 2015 deve apresentar precipitações abaixo da média. É o que aponta a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Pensando nisso, a Organização Barreira Amigos Solidários (Obas), localizada no município de Barreira/CE, realiza anualmente a “Semana das Águas”, que visa à ampliação, reflexão e realização de ações práticas que despertem uma consciência crítica e social quanto ao valor dos recursos hídricos e sua utilização. Este ano, o evento, que entra em sua 11º edição, ocorre entre os dias 16 e 22 de março, e tem como tema “Água e Solo: onde brota a vida”, em alusão ao Ano Internacional dos Solos, lançado pela FAO e pela ONU.

A “11ª Semana das Águas” é realizada pela Obas, em parceria com entidades locais, sindicatos de trabalhadores rurais, escolas, agentes de saúde, associações comunitárias, instituições religiosas e comunidade em geral.


PROGRAMAÇÃO

Na segunda-feira, a abertura oficial da ”11ª Semana das Águas” ocorrerá às 14h no auditório da Obas. O evento contará com a presença do Prof. Dr. Levi Furtado Sampaio (Geografia - UFC) e a Profa. Dra. Maria Ivanilda de Aguiar (Agronomia - Unilab) que participarão da mesa-debate “Água e Solos – Um mapeamento do Maciço de Baturité e os 100 anos da “Seca do 15’”. A noite se encerra com a Noite Cultural com a apresentação do músico Edilson do Acordeom, de Limoeiro do Norte. Já no segundo dia, haverá a Trilha das Águas, com a presença do agroecologista Francisco Saldanha. No percurso, que seguirá até a localidade de Lagoa do Barro, os participantes terão acesso a informações sobre os solos e a flora do município. A quarta-feira, 18, será dedicada as crianças e jovens das escolas municipais, que receberão atividades diversas alusivas ao evento. No dia 19 de março, feriado de São José, haverá a “Pedalada das Águas” e a Procissão de São José. Uma mobilização sobre o sobre uso e cuidado com as cisternas será a atividade da sexta-feira, que irá mobilizar três comunidades do município. Já no sábado, a manhã começa com o “Cortejo das Águas”, numa das praças centrais da cidade, e contará com a distribuição de mudas e entrega de material informativo sobre a Obas e consumo consciente. A 11ª Semana das Águas se encerrará no domingo, 22 de março, Missa das Águas, na Paróquia São Pedro. Logo após a missa, será servido um Café Solidário, ao som da Orquestra Municipal Poeta Raimundo Cesário (de Barreira).


A SEMANA DAS ÁGUAS

O evento, que acontece na semana que antecede o Dia Mundial das Águas (22 de março), teve seu marco inicial em 2005, a partir da realização de trabalhos comunitários e da necessidade de fazer reflexão sobre a importância da água e de sua utilização racional sustentável. Desde então, se consolidou como um evento anual no município.



SOBRE A OBAS

Em Barreira, a Obas atua na formação da juventude, com o projeto de capacitação “Primeiro Passo”, em parceria com o Governo do Estado, que formou 337 alunos. Além disso, foram construídas até 2014, aproximadamente 1.700 cisternas de placas, e estão previstas para implementação em 2015, outras 1.500 unidades, em parceria com o Fórum Cearense de Convivência com o Semiárido (FCVSA), Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), Ética Brasile e Rotary Club, totalizando 3.200 cisternas em todo o município.

Ainda no munipcio, a Organização realizará feiras solidárias municipais, em parceria com a instituição PPPEcos. Para isso, foram realizadas, nos últimos dois meses, pesquisas mercadológicas para diagnosticar a aceitação dos produtos agroecológicos e mensurar o nível de consumo destes alimentos, no município de Barreira. As feiras têm o objetivo de fomentar o conhecimento e difusão da agrobiodiversidade da caatinga e oportunizar a produção, comercialização, trabalho e renda para os agricultores e agriculturas agroecológicos nos municípios de Barreira, Russas e Pereiro, inseridos na microrregião do Baixo Jaguaribe, e no Maciço do Baturité.

Um outro projeto realizado pela Obas, em parceria com a União Europeia, é o “Trabalho e Bem Viver”. A ação visa trazer outras perspectivas para a juventude do Maciço de Baturité, atendendo a cerca de 1500 jovens da região, a partir de março deste ano. A proposta pretende formá-los para o mercado de trabalho, seja para o emprego formal ou para a implementação de empreendimentos econômicos solidários.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

Segunda-Feira
(16 de Março)
14h – Abertura Oficial da “11ª Semana das Águas
14:15h -  Mesa-Debate “Água e Solos – Um mapeamento do Maciço de Baturité e os 100 anos da “Seca do 15”com o Prof. Dr. Levi Furtado Sampaio (Geografia - UFC) e a Profa. Dra. Maria Ivanilda de Aguiar (Agronomia - Unilab)
18h - Noite Cultural – Edilson do Acordeom (de Limoeiro do Norte)
Terça-Feira
(17 de Março)
7h - Trilha Ecológica das Águas na Lagoa do Barro (saída da sede da Obas)
Quarta-Feira
(18 de Março)
8h - Gincana das Águas para crianças (na sede da Obas)
14h - Oficina de Fanzine e estêncil (na Escola Danísio Correia – somente para alunos)
Quinta-Feira
(19 de Março)
7:30h – Pedalada das Águas (saída da sede da Obas)
17h – Procissão de São José (saída da Olária)
Sexta-Feira
(20 de Março)
8h - Mobilização sobre uso e cuidado com as cisternas (nas comunidades Uruá, Cruz e Lagoa Nova Barreira)
Sábado
(21 de Março)
7h – Cortejo das Águas (saída da sede da Obas com destino à Praça dos Taxistas)
Domingo
(22 de Março)
7h – Missa das Águas (na Paróquia São Pedro)
Café Solidário após a missa com a Orquestra Municipal Poeta Raimundo Cesário (de Barreira)




A CONVIVÊNCIA COM O SEMIÁRIDO

Ao todo são 11 estados incluídos no semiárido brasileiro. É nesse contexto que há cerca de 15 anos atua a Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA), rede da qual a Obas faz parte.

Levando em conta o seu dinamismo, o semiárido brasileiro remete sobre as possibilidades de desenvolvimento que considere as especificidades e as características socioeconômicas e ambientais da região.

Em sua atuação, a Obas e a ASA agem para potencializar os interesses de agricultores e agricultoras sobre o uso sustentável dos recursos naturais e o acesso a água, a terra, e aos diversos meios de produção, promovendo o desenvolvimento sustentável entre os povos, respeitando suas culturas e modos de viver.

O conceito de “combate à seca” e aos seus efeitos, que predominou durante quase todo o século XX, foi superado, tendo em vista que os seus fundamentos negavam os princípios da sustentabilidade. Em seu lugar, surgiu uma modernização econômica e tecnológica que incluiu a questão ambiental e deu uma maior atenção ao social, interpretando a sustentabilidade como a durabilidade do desenvolvimento, baseando-se na eficiência tecnológica, racionalidade e autonomia produtiva. Assim, a “convivência com o semiárido” vem se caracterizando como uma perspectiva orientadora de um desenvolvimento que tem por finalidade a melhoria da qualidade de vida, por meio de iniciativas socioeconômicas e tecnológicas apropriadas, e a valorização e visibilidade da mulher e da juventude no campo.



Zeca Pagodinho

Um dos cantores mais populares e carismáticos da atualidade e que atrai a simpatia de fãs em todo o País faz única apresentação, em Fortaleza, neste sábado (14), em comemoração aos 30 anos de carreira com o show “Vida Que Segue”. Na avaliação de Zeca Pagodinho, essas três décadas de trabalho significam alegria. “Quando comecei, não tinha ideia que teria tanta coisa para comemorar 30 anos depois”, afirma o artista. O show será às 20 horas, no Siará Hall.

Zeca Pagodinho encontrou uma maneira diferente de comemorar seus 30 anos de estrada. Em vez de cantar alguns de seus maiores sucessos, como “Brincadeira tem Hora”, “Verdade” e “Deixa a Vida me Levar”, optou por gravar sambistas que influenciaram sua carreira. Até chegar ao repertório de 19 canções, calcula ter ouvido mais de mil.
Zeca passeia por suas memórias afetivas e musicais, celebrando 30 anos de carreira com um repertório de clássicos do samba de todos os tempos, como “Trem das Onze” (Adoniran Barbosa), “Diz Que Fui Por Aí” (Zé Keti e Hortênsio Rocha), “O Sol Nascerá” (Cartola e Elton Medeiros), “Mascarada” (Zé Keti e Elton Medeiros) e “Aquarela Brasileira” (Silas de Oliveira).
‘Vida que Segue’ conta com convidados mais que especiais: Velha Guarda da Portela, Zé Menezes, Marisa Monte, Paulinho da Viola, Yamandu Costa, Hamilton de Holanda, Rildo Hora, Leandro Sapucahy, Rogério Caetano, Roberto Menescal, Mauro Diniz, dentre outros.
No repertório de Zeca para apresentação na capital cearense, estão clássicos como "Deixa a vida me levar", "Judia de mim", "Vai vadiar", "Vou botar teu nome na macumba", "Maneiras" e músicas de outros compositores que marcaram sua carreira, como “O Sol Nascerá”, de Cartola e Elton Medeiros, “Diz que fui por aí”, de Zé Kéti e Hortênsio Rocha, e "Aquarela Brasileira", Silas de Oliveira. Ele diz que cada sucesso tem uma história e, portanto, não há preferidos.


SAMBISTA CEARENSES NO SHOW – “Nem todo carioca nasceu para o samba, nem todo cearense nasceu pro forró”. É com os versos do bamba Carlinhos Palhano que quem for ao show de Zeca Pagodinho, vai poder conferir uma linda apresentação dos grandes nomes do samba cearense. O próprio Carlinhos Palhano, Marcos Lessa e Carlinhos Patriolino sobem ao palco, individualmente, mas sem intervalos, em uma apresentação que promete emocionar o público presente.

Carlinhos Palhano - Carlinhos Palhano iniciou no samba em 1975, no regional do seu pai, cantando e tocando reco-reco. Logo depois, formou o Grupo Butantan e o Grupo Samba de Mesa. Em 1992, idealizou o movimento pró-samba com o qual fez crescer o samba em Fortaleza. Sambista nato, Carlinhos tem como característica interpretar sambas antigos e de qualidade de grandes artistas como Noel, Cartola, Ataulfo, Chico Buarque, Lauro Maia e outros.
Carlinhos é o artista que mais homenageou o Ceará e a cidade de Fortaleza em suas obras. Muitas de suas canções falam da capital cearense, de seus bairros e de seus costumes, como em Fortaleza Aquarela, Pagode das DP’s, Recado Pro Mané, Virou Mania Na Cidade, Meu Lugar É Na P.I, Nós Temos Iracema, Nossas Praias, Do Mucuripe à Fazenda Boa Vista, Feira dos Pássaros, Sou o Ceará e Lá Vem o Nosso Samba.
Participou da primeira Roda de Samba Nacional na Barra Funda, na Escola de Samba Camisa Verde e Branco. Depois, foi convidado pela embaixada do Brasil em Dakar (Senagal) para participar da Feira de Gastronomia Brasileira, onde cantou com muito orgulho “Eu Só Queria Que Você Fosse um Dia Ver as Praias Bonitas do Meu Ceará...”.
Presidente e idealizador do movimento “Vem Pro Samba”, acaba de lançar um livro biográfico chamado “Bem Sambado”, contanto sua trajetória e história do samba no Ceará. Além disso, apresenta 50 músicas de sua autoria. Participou do “Exposamba” - festival nacional de compositores de samba -, em São Paulo, ficando entre os dez melhores sambas do festival, com a música TV P&B.

Marcos Lessa – Um dos semifinalistas do programa The Voice Brasil, da Rede Globo, Marcos é filho do flautista e contrabaixista Célio Lessa, um dos fundadores do grupo de música antiga Syntagma e, ainda, componente do grupo Cordilheira, de música andina. Estudante de Música na Universidade Federal do Ceará (UFC), Marcos tem 22 anos e iniciou carreira há cinco. Na época, lançou um CD autoral. Depois de dois anos parado, ele voltou aos palcos a convite de Manassés, passando a cantar somente composições de cearenses.

A música está mesmo no coração de Marcos Lessa. Além de cantar, compor e tocar instrumentos, “Tenho alegria de poder exercer a profissão, que é uma das coisas que eu mais gosto na minha vida, que é cantar. É como diz a música: vivo para cantar e canto para viver”.

Apesar de soltar a voz desde criança, o cantor está na estrada há cinco anos e iniciou sua história no mundo da música fazendo tributos para seus conterrâneos e outros artistas. “Comecei minha carreira homenageando o pessoal do Ceará, como Belchior, Fagner, Ednardo. Cheguei a fazer tributos ao Wilson Simonal, Dorival Caymmi, Gonzaguinha... Quero ser mais um representante da música brasileira”. 

Marcos Lessa ingressou mesmo no samba de raiz depois que montou um quarteto. “Montei uma banda que levava meu nome, e depois disso, montei outra banda, que era quarteto de samba. Chamei o show de ‘Pra Quando Eu Voltar’, que é o titulo de uma música minha. Esse show foi responsável pelo meu ingresso no samba de raiz, gênero que ainda hoje canto”.

Carlinhos Patriolino -  Multiinstrumentista autodidata, nasceu no dia 19 de dezembro de 1961 em Sobral, mas ainda criança se mudara com a família para Fortaleza. Filho de dona Teresinha Damasceno e do compositor e seresteiro Carlos Patriolino, Carlinhos é o caçula dos sete filhos do casal. Dono de uma musicalidade própria e inconfundível, especialmente nas notas de seu bandolim, Patriolino desenvolveu um trabalho autoral que revela sua herança sonora marcadamente brasileira, que pode ser conferido em seus discos autorais: “Rabisco” e “Sambopeando”, este último realizado em parceria com o pianista carioca João Braga.

Durante a sua carreira, Carlinhos Patriolino tocou e gravou ao lado de vários cantores e instrumentistas consagrados da MPB como: Amelinha, Ednardo, Fausto Nilo, Sandra de Sá, Zélia Duncan, Chico César, Alcione, Emílio Santiago, Wilson Simonal, Belchior, Orlando Morais, Paulinho Moska, Sivuca, Paulo Moura, Altamiro Carrilho entre outros. Desses artistas, o que mais marcou sua carreira foi o cantor Emílio Santiago, com quem tocou por quase nove anos.

Serviços:
Zeca Pagodinho, Carlinhos Palhano, Marcos Lessa e Carlinhos Patriolino.
Quando: Sábado, dia 14
Onde: Siará Hall (Avenida Washignton Soares, 3199 - Edson Queiroz)
Hora: 20 horas
Vendas:
Siará Hall (Avenida Washignton Soares, 3199 - Edson Queiroz)
Lojas Blinclass (Shopping Iguatemi, North Shopping Jóquei, Shopping Benfica, Shopping Parangaba e Shopping Via Sul)
Valores:
PISTA: R$ 83,00 - INTEIRA  | R$ 43,00 - MEIA 
FRONTSTAGE: R$ 153,00 – INTEIRA | R$ 78,00 – MEIA 
CAMAROTE:
1º piso - R$ 133,00 OU R$ 163,00 (individual) dependendo da localização
2º piso - R$ 113,00 OU R$ 133,00 (individual) dependendo da localização 
MESA:  
PRATA R$ 173,00 (cada) X 4 lugares = R$ 692,00 (VALOR ÚNICO)
OURO R$ 188,00 (cada) X 4 lugares = R$ 752,00 (VALOR ÚNICO) 
PREMIUM R$ 238,00 (cada) X 4 lugares = R$ 952,00 (VALOR ÚNICO)
Mais informações: 3230.1917

Água

"Caros amigos,
Em meio à calamitosa situação em que se encontram os sertões cearenses no que se refere à crise da falta de água, assoma-nos grande satisfação o reconhecimento profissional de um conceituado estudioso da problemática hídrica nordestina, o médico sanitarista mineiro Apolo Heringer Lisboa, um dos que, em dado momento, anos atrás, se posicionaram contrários às minhas teses favoráveis ao Projeto de Integração do Rio São Francisco. Conheci-o pessoalmente num debate da TV Cultura de São Paulo no dia 13 de março de 2008. Despindo-me de vaidades, peço permissão para lhes transmitir o e-mail, abaixo transcrito, em correspondência pessoal do dedicado cultor da hidrologia, acima referido, parecendo mais querer ele imputar responsabilidades aos renomados e competentes técnicos, João Suassuna, da Fundação Joaquim Nabuco e Tomaz Patrocínio, geólogo paraibano, antigo servidor da SUDENE e a mim. 
Esta mensagem a seguir exposta, ao mesmo tempo em que me sensibiliza, mostra um grito de revolta ante a triste realidade porque passa a nossa Região e convoca-nos à continuidade de nossos trabalhos. É como Apolo Heringer diz em outro e-mail a mim enviado: "O Brasil precisa de pluralidade cultural e não de monocultura. As pessoas e as contradições entre elas se completam, enriquecem o contexto e as possibilidades". Quantas vezes tenho pensado em parar esta minha luta desigual contra a incompetência e a demagogia que grassam e me afligem e tornam em risco o futuro de nossa Região. Porém, nessas ocasiões, lembro-me do meu passado como engenheiro do DNOCS e vejo nos meus descendentes a possibilidade de, em futuro, poderem me responsabilizar por omissão. Abraços. Cássio Borges".
P.S. - Em 2013 Apolo Heringer Lisboa foi escolhido a Personalidade Ambiental do ano no Brasil tendo recebido o Prêmio Wernek de Sustentabilidade à Natureza pela AES Corporation, o Oscar da Ecologia.

Prezado Cássio Borges
Inicialmente, acho um exagero a perfuração de 1.000 poços. Depois, vão salvar o que? Ainda, convivência com a seca em que atividade socioeconômica? Quais os sistemas aquíferos objeto destas perfurações? O sistema Araripe, contido nas rochas da bacia sedimentar do mesmo nome? Ou do sistema Cristalino, amplamente dominante na área do Estado do Ceará? Ou do Sistema aquífero Aluvial, que já foi objeto de um programa de construção de poços amazonas para abastecimento da população, aí pela década de 1970 do século passado, justamente localizados, pelo menos em sua grande maioria, na bacia hidrográfica do rio Jaguaribe? Foram muitos os poços perfurados nestes sistemas, sem que isto tivesse propiciado aos habitantes do meio rural a tal da convivência com a seca. Conviver com ela, para mim, significa o seguinte: primeiro, assegurar ao homem do campo abastecimento de água potável, qualquer que seja o evento de seca (aguda, plurianual, etc.); segundo, dotar o agricultor de condições para criar seu rebanho de gado e de colher o que plantou. Nada disso aconteceu, nem no Ceará, nem em qualquer área inserida no Semiárido. Nem mesmo os perímetros de irrigação ficaram, em sua inteireza, protegidas das mazelas das secas. Muitos, hoje, somente existem em parcelas mínimas, ou, mesmo no papel. As razões são muitas e específicas, relacionadas com cada atividade socioeconômica. No caso do abastecimento humano rural e pior, de vilas, povoados ou pequenas cidades, o suprimento hídrico por poços no Cristalino revelou-se deficiente. É que um projeto de abastecimento hídrico precisa ter uma vida que assegure o suprimento com segurança pelo período considerado. Exatamente como se faz ou se deveria fazer com a açudagem. O Cristalino, em geral, não se presta a isso. Os reservatórios (fraturas, falhas, áreas intemperizadas arenosas)  são de dimensões limitadas, descontínuas, tanto em superfície, quanto em profundidade. Além disso, suas propriedades hidráulicas (coeficientes de permeabilidade e de porosidade eficaz) são sofríveis, o que confere ao Cristalino uma alta vulnerabilidade temporal. Além do mais as condições de recarga são, igualmente precárias e difíceis, processando-se, apenas, no contato do curso d’água com a estrutura de fraturas e de falhas, por ocasião das chuvas, quase nunca havendo reposição do volume d’água bombeado pelos poços. Estudei estas condições na região de Monteiro/Sumé do Cariri paraibano, observando por cerca de 4 anos a evolução dos níveis hidrostáticos de 5 poços escolhidos para tal. Em todos, estes níveis não foram recuperados, mesmo em ano de chuva acima da média como foi o de 1974. A figura a seguir, emblemática do que afirmo, comprova o que disse.
clip_image002

O Cristalino, pelas características quantitativas de seus poços (média de 2.000 L/h) e qualitativas de suas águas, pode atender, em termos gerais, as necessidades hídricas do gado, havendo casos de que nem isso é possível. E dessedentação dos animais não é tudo. Eles precisam se alimentar e, para irrigação, este aquífero não oferece condições seguras através dos tempos, onde secas se repetem. Restam os demais sistemas (Aluvial e outros sedimentares). Estes, para serem bem captados e explorados precisam ser estudados em toda a sua extensão, em detalhes, requisito necessário ao seu bom desempenho, inclusive de adequação das ofertas às demandas, tanto em termos quantitativos, quanto qualitativos. isto, nunca foi feito. O Inventário Hidrogeológico do Nordeste da antiga SUDENE, é, apenas, isso, uma catalogação de poços e uma avaliação preliminar das águas subterrâneas, sujeita a imprecisões enormes, para mais ou para menos, conforme está consignado no Plano de Aproveitamento Integrado dos Recursos Hídricos do Nordeste – PLHIRINE (SUDENE, 1980). Participei de ambos os trabalhos, sendo que o PLIRHINE foi um marco que mudou a minha visão sobre água subterrânea, antes vista como uma estrutura para armazenar água, estanque, sem conexão com as águas fluviais. Desde 1977, quando este trabalho foi concluído, vejo que, como as águas superficiais, as subterrâneas têm como atributo fundamental, o escoamento. Este se origina com a recarga, fluindo pelo interior do sistema aquífero e saindo ou na rede hidrográfica ou desaguando nos oceanos. No caso do Cristalino, os rios nele assentados são efêmeros, em sua grande maioria, o que revela a pobreza do sistema. A exploração da água de armazenamento leva o aquífero (são, apenas, zonas aquíferas) à exaustão. Isto tem acontecido. Os rios que são intermitentes o são pela presença do sistema aquífero Aluvial, caos do Jaguaribe, Piranhas e seus afluentes, entre outros rios que banham o nosso Semiárido. O sistema aluvial pode oferecer trechos que permitam o seu aproveitamento com vistas à correção das irregularidades pluviométricas que atinge as colheitas e forrageiras naturais, mas, apenas com uso de suas águas na estação das chuvas, mesmo se regulares. Sendo esta região, principalmente a do Nordeste Oriental (CE, RN, PB e PE), maiormente de constituição Cristalina, o grande recurso hídrico das mesmas são as águas superficiais. É nelas que deve repousar a nossa segurança hídrica. O papel das águas subterrâneas, nesta região hídrica, é secundário e suplementar, nunca alcançando o epíteto de “salvação” do Semiárido. Já os nossos reservatórios superficiais devem atender as condições de regularização plurianual, qualquer que seja o evento hidrometeorológico, no caso de suprimento de demandas permanentes e crescentes no tempo e no espaço. Os que nada podem regularizar precisam de aproveitamento imediato, de acordo com suas características dimensionais e qualitativas. A isto é que se chama de gestão segura, o que infelizmente, mesmo no Ceará, decantado como pioneiro no gerenciamento dos seus recursos hídricos, não tem acontecido.
Vou parar por aqui, esperando ter respondido aos questionamentos do amigo e conhecimento dos demais parceiros de mensagem, igualmente amigos.
Abraços a todos.
Patrocínio

terça-feira, 10 de março de 2015

Futricas Cearenses

  1. Teresa Fernandes é a nova assessora de imprensa do Shalom.
  2. Yanna Guimarães deixou O Povo. Foi para a Secretaria de Educação Básica do Ceará.
  3. No lugar de Yanna Guimarães, na editoria adjunta de Cotidiano, em O Povo, ficou Lucinthya Gomes.
  4. Gilda Barroso é a nova assessora de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Ceará.
  5. Capuchino Press assume a assessoria de imprensa do Dragão Fashion Brasil 2015.


Vendedor

Tão importante quanto estar antenado nas oportunidades do mercado é ter o controle emocional para evitar problemas no desenvolvimento de seu negócio. É esse um dos temas do novo livro do coach Ramon Pessoa: "Sim! Sou Vendedor", que será lançado amanhã. Entre as questões abordadas na obra: "Quais os bloqueios emocionais que impedem qualquer profissional de fechar mais negócios? Quais as estratégias para superá-los? O que fazer para ampliar o desempenho comercial de sua carreira ou equipe?".
A temática atual é reforçada na análise de importantes estudos de mercado. Uma pesquisa realizada pela YCoach, consultoria focada no desenvolvimento de carreira e vida por meio do comportamento, entrevistou 102 jovens brasileiros de 18 a 35 anos das classes A e B e mosta que os principais motivos que fazem os jovens nfrentarem dificuldades no mercado de trabalho são relacionados a fatores comportamentais, seja por falta de maturidade, vivência ou até mesmo equilíbrio emocional.
Ramon Pessoa é diretor executivo da R7 Coaching, empresa que vem qualificando alguns dos principais empresários do Ceará. Com o propósito de fazer vendas e conduzir o cliente até o objetivo desejado, de maneira sintética e objetiva, ele já esteve à frente de mais de 100 processos de Personal Coaching (individual) e mais de 180 pessoas no processo de Team Coaching (em grupo).

SERVIÇO
Lançamento do livro "Sim! Sou Vendedor"
Data: 11 de março
Horário: 19 horas.
Local: Complexo São Matheus
Ps.: Na ocasião, o autor estará disponível para autografar a publicação.

Radioweb

Guia das Autoridades


Siriguella 22 anos


Agência Fortaleza de Notícias: Hoje na CMFor

Agência Fortaleza de Notícias: Hoje na CMFor: Pauta da Sessão da Câmara Municipal de Fortaleza 14ª Reunião Ordinária da 3ª Sessão Legislativa da 17ª Legislatura 10 de Março de 2015 (...

No #Resenha

A voz inconfundível de Taty Girl agita o Resenha nesta quinta-feira (12). No repertório da cantora, novos e antigos sucessos que fizeram parte da carreira de Taty, mas que até hoje, estão na boca do povo. O sertanejo fica por conta do cantor André Luvi e o DJ San Diego anima a galera nos intervalos.
Serviços:
Quando: 12.03.15
Onde: Rua Eduardo Girão, 1265, Bairro de Fátima
Hora: 22 horas
Vendas: Bilheteria Digital e no local.
Valores:
Salão VIP: R$ 35 masculino e R$ 30 feminino
Camarote: R$ 52
Faixa Etária: 18 anos
Estacionamento: Sim (R$ 20)
Mais informações: (85) 3224.2100 | (85) 9732.8914
Instagram e Facebook: @ResenhaFortaleza



segunda-feira, 9 de março de 2015

Causas de acidentes

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará divulga amanhã, às 10h30, o resultado do laudo técnico que aponta as causas do acidente ocorrido na última segunda-feira, dia 2, que vitimou dois operários e deixou um ferido com a queda de uma varanda do edifício Versailles, no bairro Meireles, em Fortaleza. O laudo técnico será apresentado pelo presidente do Crea-CE, engenheiro civil Victor Frota Pinto, em coletiva à imprensa no auditório Engenheiro Civil Waldyr Diogo de Siqueira, no segundo andar da autarquia federal, localizada na Rua Castro e Silva, 81, Centro.
Um dia após o acidente, o Crea-CE constituiu, através da portaria 101/2015, Comissão Especial, formada por quatro engenheiros e especialistas convidados, com o objetivo de vistoriar o local do desabamento e analisar os fatores que provocaram o acidente no Condomínio Versailles. Com esse trabalho, esclarece o presidente Victor Frota Pinto, o Crea-CE cumpre sua missão institucional de atuar em proteção à sociedade, na qual se insere o papel do conselho de fiscalizar o exercício das profissões da área tecnológica que representa.

Semana das Artes

cid:image001.jpg@01D03BC5.DBC41040

Centro Cultural Banco do Nordeste sedia Semana das Artes da UFC

Fortaleza (CE), 09 de março de 2015 - Neste mês de março, o Centro Cultural Banco do Nordeste de Fortaleza será palco da Semana das Artes 2015 do Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal do Ceará (UFC). O evento, que já está na terceira edição, busca criar espaço de interlocução entre a universidade e a sociedade, e colocar em discussão temas importantes para os campos da pesquisa e da produção artística no Brasil e no exterior. A partir dessa terça-feira, 10, será iniciada a programação, com direito a conferências, workshops e mesas temáticas.

Para o coordenador do Mestrado em Artes, Cesar Baio, a Semana das Artes busca diferentes maneiras de fomentar a criação e a consolidação de sistemas de pesquisa e produção artística na região. “Acreditamos que o confronto com poéticas artísticas contemporâneas e com pesquisas de grande densidade teórica possam potencializar a produção local e reforçar a conexão entre questões globais e a realidade regional”, reforça.

Segundo ele, uma das vantagens de promover esse evento em Fortaleza é o fato de unir uma diversidade de pensamento, e um repertório de produção artística importante para o fortalecimento dos circuitos na cidade.  Para tanto, a iniciativa conta com a participação de conferencistas de destaque internacional, tais como Sara Diamond e Ted Krueger, além de teóricos, artistas, críticos e curadores de diversos lugares do Brasil.

“Acredita-se que a criação de espaços para discussões sintonizadas com questões globais do universo da arte possam amadurecer cada vez mais os processos de pesquisa e produção realizados por artistas da cidade, seja dentro do Mestrado ou de maneira independente”, acrescenta Cesar Baio, ressaltando a importância do evento.

Programação
Dia 10, terça-feira – das 14h às 20h
Dia 11, quarta-feira - das 14h às 20h
Dia 21, sábado – das 10h às 16h
Dia 24, terça-feira – das 10h às 18h
Dia 26, quinta-feira – das 15 às 18h
Dia 27, sexta-feira – das 10h às 12h

Local: Rua Conde D’eu, 560 – Fortaleza (Centro Cultural Banco do Nordeste). Entrada gratuita.