Pesquisar no blog

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Futricas Cearenses-III

FERNANDO MAIA

Política

Oito décadas de bravura

sexta-feira, 23 de setembro 2016

O dia de amanhã, 24 de setembro, é data para ser comemorada, e até cultuada pelos cearenses que conhecem e admiram a nobre arte do bom jornalismo. Trata-se do 80º aniversário do jornal O ESTADO, o querido “Estadinho”, como é carinhosamente chamado, por seus leitores e admiradores este órgão de comunicação, cuja história se confunde com a História da política, da sociedade, da economia e dos esportes no Ceará. Das páginas em que está exposta a trajetória deste jornal podem-se extrair informações capazes de espelhar não só o que ocorreu no Ceará, como também no país e no mundo nos últimos 80 anos. Nele, estão contados os episódios sangrentos da Segunda Grande Guerra Mundial, das primeiras batalhas à rendição da Alemanha e do Japão; o fim da ditadura Vargas e o suicídio dele; a ascensão de JK; a eleição e renúncia de Jânio; a Revolução de Março; a redemocratização e demais fatos que nos remetem aos dias de hoje. O Estado, como jornal especialista em política, tem coberto como poucos os acontecimentos relativos a essa atividade. Nessas oito décadas, tem superado tormentas políticas, o que outros jornais, que chegaram a nove, não conseguiram. Deles, restam hoje O Povo (mais antigo), O Estado e Diário do Nordeste. Mas essa história de bravura e resistência tornou-se mais notável quando O Estado passou, depois de 1963, às mãos do jornalista Venelouis Xavier, que nos deixou em 1996, e que fez dele trincheira de combate a todos os inimigos da Democracia e da Justiça os quais encarou de peito aberto. Mas O estado, apesar da lamentada ausência de Venelouis, manteve-se forte e respeitado, dirigido por uma coesa família Palhano que, sob a liderança serena da Dra. Wanda, o faz crescer e modernizar-se, através da arma democrática que é um jornalismo intemerato e ético.

Nenhum comentário: