Vamo...

Após o período de demonstração, a Prefeitura de Fortaleza começa, logo mais às nove da manhã, na Praça Luiza Távora (Aldeota), a fase de operação assistida dos Veículos Alternativos para Mobilidade (VAMO), o sistema público de carros elétricos compartilhados de Fortaleza.
Nesta fase, o VAMO iniciará o cadastro efetivo dos interessados e contará com cinco estações e oito carros elétricos.
As quatro primeiras estações (Montese, São Gerardo, Edson Queiroz e Aldeota/Praça Luiza Távora) estarão disponíveis a partir de hoje, sendo que a quinta estação (Aldeota/Center Um) estará disponível a partir da próxima semana.
O objetivo desta fase de operação assistida é iniciar a operação do sistema dando total atenção e suporte aos usuários, bem como monitorar o uso inicial e validar ou ajustar as características do sistema para a implantação das próximas estações.
Coordenado pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), o projeto pioneiro no Brasil chega à sua segunda fase, disponibilizando alternativas para uma mobilidade mais sustentável com um novo modo de transporte em Fortaleza. A população terá acesso a veículos 100% elétricos nos modelos “Zhidou EEC L7e-80” e “BYD e6”. Além da não emissão de poluentes e de não causar poluição sonora, o VAMO busca incentivar e consolidar o conceito de compartilhamento de veículos. Estudos de sistemas já consolidados em outras cidades da Europa, Ásia e Estados Unidos estimam que para cada carro em um sistema de compartilhamento, outros sete carrosparticulares deixam de circular nas ruas.
A empresa Serttel, que venceu o processo de chamamento público, é a responsável por implantar, operar e dar manutenção ao sistema de carros elétricos compartilhados, e a empresa Hapvida Saúde é a patrocinadora do VAMO, que conta ainda com o apoio da Coelce/Enel. Cabe à Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, por meio do PAITT, o planejamento, fiscalização e acompanhamento do sistema. A exemplo do que já acontece com os sistemas de compartilhamento de bicicletas (Bicicletar e Bicicleta Integrada), o novo sistema VAMO não trará nenhum ônus financeiro à Prefeitura de Fortaleza, sendo todo baseado nas receitas oriundas de patrocínio e dos usuários do sistema.
O secretário de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia, explica que esse projeto-piloto é mais uma alternativa que busca estimular a lógica do compartilhamento e de integração entre modais. “Assim como todas as ações do PAITT, esse é um projeto-piloto que vai funcionar como um importante laboratório para que a Prefeitura de Fortaleza possa, a partir dessa amostra, mensurar o potencial de impactos positivos que o uso de veículos elétricos pode proporcionar à mobilidade urbana, à integração de modais, mas principalmente ao meio ambiente, uma vez que os automóveis à combustão atualmente são os maiores responsáveis pela emissão de gases do efeito estufa em Fortaleza”, diz Luiz.
A iniciativa é uma das ações da Prefeitura de Fortaleza alinhadas ao Plano de Redução de Carbono da ICLEI – Local Governments for Sustainability e às diretrizes da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 21).
O escopo do projeto está alinhado às condições, especificações e normas exigidas pela Lei Federal nº 9.503/1997 do Código de Trânsito Brasileiro e suas alterações, além da Lei Federal nº 12.587/2012 da Política Nacional de Mobilidade Urbana.
As cinco estações iniciais são as seguintes:
Estação 1 – Igreja de Nazaré (Rua André Chaves, 177 – Montese)
Estação 2 – North Shopping (Rua Moreira de Souza, 58 – São Gerardo)
Estação 3 – Praça Luiza Távora (Avenida Santos Dumont, 1589 – Aldeota)
Estação 4 – Center Um (Rua Barbosa de Freitas, 1100 – Aldeota)
Estação 5 – Shopping Iguatemi (Avenida Washington Soares, 62 – Edson Queiroz)
Cadastro no sistema
Para realizar o cadastro, os usuários deverão fornecer endereço eletrônico (e-mail) no website do sistema: www.vamofortaleza.com. Em seguida, após a confirmação do e-mail do usuário, deverão ser enviados, também por meio do website, os dados pessoais e fotos da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e de comprovante de endereço. As informações serão verificadas pela operadora, que entrará em contato com o usuário para agendar hora, data e estação de desejo do usuário para a assinatura do Termo de Responsabilidade, bem como para realizar test-drive acompanhado de técnico.
Para fazer uso do sistema, por meio do site e do aplicativo para smartphone, os usuários poderão reservar qualquer carro elétrico disponível em qualquer uma das estações, tendo até 15 minutos para efetivar a retirada do veículo. Os carros elétricos poderão ser retirados, todos os dias, das 5 às 23h59, podendo serem devolvidos 24  horas por dia.
Tarifas
A tarifação do sistema se dará conforme o tempo em que o carro estiver em uso. Para os primeiros 30 minutos, o valor cobrado do usuário é de R$ 20,00 sendo este valor indivisível, ou seja, do primeiro minuto ao trigésimo minuto o valor cobrado será fixo e totalizará R$ 20,00.
Após meia-hora de uso, a cobrança se dará por minuto adicional, variando o custo do minuto conforme o tempo de uso da seguinte forma:
- Entre meia hora e 1 hora de uso: R$ 0,80 por minuto adicional.
- Entre 1 hora e 2 horas de uso: R$ 0,60 por minuto adicional.
- Entre 2 horas e 4 horas de uso: R$ 0,50 por minuto adicional.
- Após 4 horas de uso: R$ 0,40 por minuto adicional.
A título de exemplificação, o uso por 30 minutos custará R$ 20,00. Já o uso por 45 minutos, será no valor de R$ 32,00, independente da quilometragem percorrida.
As pessoas que fizerem uso mensalmente do sistema pagarão uma taxa de R$ 40,00, que é integralmente revertida em crédito para uso dos carros. Caso o usuário possua o Bilhete Único, será dado um desconto de 25% nessa taxa. Dessa forma, o usuário manterá um crédito de uso de R$ 40,00, mas pagará somente R$ 30,00.
Incentivos
Além do benefício financeiro para os usuários que possuam Bilhete Único, os carros elétricos compartilhados poderão estacionar nas vagas de Zona Azul gratuitamente.
Próxima Etapa de Implantação
Na última fase de implantação do VAMO, a operação completa está prevista para operar com 20 carros elétricos, distribuídos em 12 estações de compartilhamento em Fortaleza. Por se tratar de um projeto-piloto e pioneiro no Brasil, é importante frisar que as locações das estações passarão por um período de monitoramento por seis meses, podendo haver realocação dessas localidades no intuito de melhorar o desempenho do sistema e o atendimento às demandas da população.
Serviço
Início da Operação Assistida dos Veículos Alternativos para Mobilidade (VAMO)
Data: Hoje (22)
Horário: 9 horas

Local: Praça Luíza Távora (acesso pela Avenida Santos Dumont, em frente ao Edifício São Raimundo).

Comentários