Pesquisar no blog

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Camilo negocia com universidades

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT) recebeu ontem (11), no Palácio da Abolição, em Fortaleza, os sindicatos que representam as universidades estaduais cearenses (Universidade Estadual do Ceará-Uece, Universidade Vale do Acaraú-Uva e Universidade Regional do Cariri-Urca).
Apesar da crise econômica que atinge todo o país, o governador reafirmou compromissos já assumidos durante a mesa de negociação permanente, como a nomeação imediata de 84 professores aprovados em concurso da Uece imediatamente após o fim da greve, assinatura de processos de ascensão e progressão funcional e reformas estruturais nos campus das três universidades, entre outros.

“Esse é um momento muito difícil para todos os estados. Mesmo assim, fizemos concurso para contratar professores e vamos realizar melhorias estruturais nas universidades. É muito importante que a categoria tenha bom-senso para que essa greve, que tanto prejudica os alunos, seja encerrada e as aulas retomadas imediatamente”, citou Camilo Santana, após a reunião que contou ainda com a presença dos reitores Jackson Sampaio (Uece), Fabiano Cavalcante (Uva) e Patrício Melo (Urca).
Negociação permanente
Desde o mês de maio, quando foi decretada a paralisação, o Governo do Ceará se reuniu várias vezes com o comando de greve para negociar os pontos que são reivindicados pela categoria. Os encontros foram realizados com os secretários Inácio Arruda (Secitece), Hugo Figueiredo (Seplag) e Élcio Batista (Chefia de Gabinete). Em agosto, inclusive, a vice-governadora Izolda Cela também se reuniu com representantes da Uece, Uva e Urca para avaliar as reivindicações.
Investimentos em educação superior
O repasse de recursos para o ensino superior tem sido crescente por parte do Governo do Ceará, reforçando a educação superior como prioridade. No período de 2011 a 2015, os recursos passaram de R$ 262,3 milhões para R$ 390 milhões. Para 2016, a previsão é de R$ 424,1 milhões, representando um aumento de 52% no período.
Ações de estruturação
Além do concurso para a contratação de 84 professores da Uece, foi realizado concurso público para professor efetivo com 67 vagas destinadas à Uva – 32 dos 38 aprovados já foram chamados; o segundo certame, com 29 vagas, está em curso.
Também foi atendida a ascensão e progressão funcional para professores, cujos processos encontram-se na Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) para publicação logo que seja encerrada a greve.
"Nosso Governo tem feito todo o esforço para atender às demandas das universidades, para que os estudantes não sofram mais prejuízo. Hoje, nenhum estado tem contratado. O Ceará tem reforçado o quadro de professores. Nada menos 21 estados estão com problema para pagar os servidores. O nosso estado tem honrado todos os seus compromissos", disse Camilo Santana.

Fotos: Carlos Gibaja/Fotógrafo oficial do governador do Ceará

Nenhum comentário: