Pesquisar no blog

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Sucesso do Shaolin do Sertão

O raio pode não só cair, mas aumentar o impacto da segunda vez. Foi assim nos primeiros seis dias de “O Shaolin do Sertão”, segundo longa dirigido pelo cineasta Halder Gomes. Da pré-estreia, no último dia 12, até a segunda (17), o filme levou aproximadamente 55.000 espectadores aos cinemas cearenses, número que corresponde a 50% do público do Estado que assistiu a longas metragens no período e melhor média de público e renda do país. Com o primeiro lugar nas vinte salas de cinema cearenses em que é exibido, “O Shaolin do Sertão” ocupa o sétimo lugar no ranking de público do país. Na segunda (17), mais de 12 espectadores assistiram ao filme. O longa metragem cearense vence, no Estado, o líder nacional do ranking, "Inferno", que traz Tom Hanks como protagonista. O "Shaolin do Sertão" leva 10 vezes mais público que o filme baseado na obra de Dan Brown. A estreia de "O Shaolin do Sertão" bate inclusive a de "Cine Holliúdy", com quase o dobro de público.
A estréia nacional acontece amanhã (20), trazendo de volta o senso de humor cearense inserido num resgate histórico dos desafios de vale-tudo no interior do Ceará. Ambientado em Quixadá nos anos 1980, o longa metragem conta a história de Aluízio Li – Liduíno (Edmilson Filho), um aficionado por artes marciais que vive com a cabeça no mundo das lutas de tanto sonhar e assistir a filmes chineses. Motivo de chacotas em sua cidade natal, Aluízio Li terá uma grande desafio pela frente quando o lutador aposentado de vale-tudo Toni Tora Pleura (Fábio Goulart) anuncia um "tour" de desafios aos valentões de várias cidades do interior do Ceará, incluindo Quixadá. Dirigido pelo cineasta Halder Gomes, o mesmo de Cine Holliúdy, “O Shaolin do Sertão” traz frescor e originalidade pra repetir o sucesso através da comédia de ação e aventura em pleno sertão cearense.
O elenco conta com nomes como Dedé Santana, Edmilson Filho, Fafy Siqueira, Marcos Veras, Tirulipa, Falcão, Bruna Hamú, Igor Jansen, Frank Menezes, Karla Kareninna, Haroldo Guimarães, Fábio Goulart, Lailtinho Brega, dentre outros talentos locais.
“O Shaolin do Sertão é o filme que eu tinha muita vontade de fazer. O momento do filme é a onda do VHS, que revelou novos talentos e gêneros em produções de artes marciais. Tinha muita vontade de retratar daí pra frente outro universo: o momento em que os lutadores profissionais de vale-tudo iam pro interior do Ceará e desafiavam os valentões da cidade, inserindo neste contexto o mundo ilusório, lúdico e fantástico da cabeça dos aficcionados por filmes de luta. Estes eventos mexiam com os brios dos homens das cidades desafiadas. Acabava virando um grande entretenimento do lugar”, explica Halder Gomes.
Usando suas habilidades no Taekwondo, no qual é mestre 5º grau, Edmilson Filho agora dá vida a Aluízio Li. “É um personagem inocente, sempre sonhando com grandes batalhas em um universo paralelo. Para interpretá-lo, assisti produções de Hong Kong e filmes chineses de Kung Fu. Apesar de ter a facilidade por ter sido atleta de taekwondo, o Kung Fu é um estilo completamente diferente. A parte mais sacrificante foi a nutricional, pois tive de perder 15 quilos. Acho que não vou fazer nenhum filme mais parecido comigo do que esse, pela minha história como atleta e aficionado por artes marciais. Eu me identifico muito com Aluízio em relação a esse sonho de ser um grande lutador. É um pouco de mim que está no personagem”, destaca. 
O longa-metragem tem investimento e coprodução da Globo Filmes, Paramount Pictures, Telecine, Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e contará com a distribuição nacional da Downtown Filmes e Paris Filmes, no dia 13 de outubro de 2016. No total, foram investidos e empregados no Ceará o valor de R$ 4 milhões, referente a produção, finalização e parte da comercialização, gerando mais de 1.000 empregos diretos - entre equipe, elenco, pós-produção e figuração - fortalecendo assim a cadeia produtiva no estado e levando ao mundo mais um história genuinamente cearense e universal.
Sobre a Downtown Filmes
Fundada em 2006 a Downtown Filmes é a única distribuidora dedicada exclusivamente ao cinema brasileiro. Desde 2011, ocupa a posição da distribuidora número 1 no ranking de filmes nacionais e de 2013 até hoje vendeu mais de 50% de todos os ingressos de filmes brasileiros lançados. Entre seus maiores sucessos estão os filmes Meu nome não é Johnny, Chico Xavier, De Pernas pro Ar 1 e 2, Até que a sorte nos separe 1, 2 e 3, Minha mãe é uma peça, Cine Holliúdy e Loucas Pra Casar. Até dezembro de 2015, a Downtown lançou 88 longas nacionais, que acumularam mais de 80 milhões de ingressos. Em 2016 a distribuidora comemora 10 anos de existência com um lineup especial que contou com Um Suburbano Sortudo e Porta Dos Fundos-Contrato Vitalício e traz, ainda, Tô Ryca!, Elis, TOC e Minha Mãe É Uma Peça 2.
Sobre a Paris Filmes
A Paris Filmes é uma empresa brasileira que atua no mercado de distribuição e produção de filmes, primando pela alta qualidade cinematográfica. Além de ter distribuído grandes sucessos mundiais, como o premiado “O Lado Bom da Vida”, que rendeu o Globo de Ouro® e o Oscar® de Melhor Atriz a Jennifer Lawrence em 2013 e “Meia-Noite em Paris”, que fez no Brasil a maior bilheteria de um filme de Woody Allen, a distribuidora tem também em sua carteira os maiores sucessos do cinema nacional, como as franquias “De Pernas Pro Ar” e “Até Que a Sorte nos Separe”. Nos últimos anos, a Paris lançou o vencedor do Grande Prêmio do Júri em Cannes 2013, “Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum”, dos irmãos Coen; o aclamado “O Lobo de Wall Street”, de Martin Scorsese, “Mapas Para as Estrelas”, de David Cronenberg (Melhor Atriz no Festival de Cannes – Julianne Moore); a primeira adaptação animada da obra-prima de Antoine de Saint-Exupéry, “O Pequeno Príncipe”; e as continuações A Série Divergente: “Insurgente” e o esperado final de Jogos Vorazes em “A Esperança – O Final”.
Em 2016, os indicados ao Oscar® “Brooklin” e “O Lobo do Deserto”; o terceiro capítulo da série Divergente, “Convergente”, “Truque de Mestre – O 2º Ato” e sucessos do cinema argentino como “Kóblic”, com Ricardo Darín, são os grandes destaques; assim como a biografia do lutador José Aldo em “Mais Forte Que o Mundo”. Produzidos pela Paris Produções, há ainda “Um Namorado Para Minha Mulher”, promessa de sucesso de público e crítica, como foi “Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina”.
Sobre a Paramount Pictures
Paramount Pictures Corporation (PPC), uma produtora e distribuidora global de entretenimento audiovisual, é uma unidade da Viacom (Nasdaq, VIA, VIAB), uma das companhia líderes em conteúdo, com marcas reconhecidas e respeitadas no cinema, televisão e entretenimento digital, incluindo a Paramount Pictures, Paramount Animation, Paramount Vantage, Paramount Classics, Paramount Home Media Distribution, Paramount Pictures International, Paramount Licesing Inc e Paramount Studio Group.
Sobre Telecine Productions
Joint-venture entre a Globosat e os quatro maiores estúdios de Hollywood – Paramount, MGM, Universal e Fox –, a Rede Telecine também exibe com exclusividade as produções da Disney e sucessos do mercado independente. O melhor do cinema mundial estreia na TV brasileira através da Rede Telecine cada vez mais rápido. Visando investir cada vez mais na produção cinematográfica nacional, a Rede Telecine lançou em 2088 o Telecine Productions, selo de coprodução de títulos em parceira com grandes produtoras brasileiras. Além de estimular a criação de novos filmes, o Telecine garante a exibição desses títulos com exclusividade em suas diferentes plataformas. Em 2015, o Telecine foi o mais lembrado entre todos os canais de TV por assinatura, categoria na qual é líder pelo segundo ano consecutivo conquistado na pesquisa Top of Mind do Datafolha. Na categoria de canais de filmes, a Rede mantem a liderança desde 2007. O Telecine é o canal fundamental na manutenção da TV por assinatura e, neste ano, vai exibir em sua programação os 10 filmes mais vistos pelo público brasileiro em 2015.
Sobre a Globo Filmes
Desde 1998, a Globo Filmes já participou de mais de 195 filmes, levando ao público o que há de melhor no cinema brasileiro. Com a missão de contribuir para o fortalecimento da indústria audiovisual nacional, a filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis, romances, dramas e aventuras, apostando na diversidade e em obras que valorizam a cultura brasileira. A Globo Filmes participou de alguns dos maiores sucessos de público e de crítica como 'Que Horas Ela Volta?', 'Tropa de Elite 2', 'Se Eu Fosse Você 2', '2 Filhos de Francisco', ‘O Palhaço’, ‘Getúlio’, 'Carandiru' e 'Cidade de Deus' – com quatro indicações ao Oscar. Suas atividades se baseiam em uma associação de excelência com produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais.

Nenhum comentário: