Monitoramento do ar

O Ceará agora conta com uma nova estação de monitoramento da qualidade do ar. Adquirido pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará (Semace), o equipamento encontra-se em fase de teste na sede da Estação Ecológica do Pecém, na Região Metropolitana de Fortaleza, onde também está localizado o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). O objetivo é monitorar diariamente os níveis de emissões gasosas dos empreendimentos do CIPP. A Estação será lançada pela Semace, amanhã (15), às 10 horas, em solenidade que contará com as presenças do superintendente estadual, Ricardo Araújo, e do secretário de Meio Ambiente, Artur Bruno.
A estação de monitoramento consiste em uma unidade com monitores e sensores instalados em um contêiner com extensão de 4m de comprimento e 2,60m de largura. O sistema analisará níveis de gases tais como monóxido de carbono, dióxido de enxofre, ozônio, nitrato de oxigênio, hidrocarboneto, gases voláteis e não voláteis, além de parâmetros meteorológicos. Os dados serão utilizados pela Diretoria de Controle e Proteção Ambiental (Dicop) da Semace, através da Gerência de Análise e Monitoramento (Geamo), com o intuito de fortalecer o monitoramento e a fiscalização dos níveis poluentes gerados pelas indústrias no entorno do CIPP.
Os dados fornecidos pelos equipamento já podem ser visualizados em tempo real, através do site da Semace, em link disponível no primeiro banner, localizado no lado direito do sítio eletrônico. Segundo o superintendente da Semace, Ricardo Araújo, além de possibilitar uma gestão ambiental mais efetiva em prol de uma saudável qualidade de vida para a população na região, “os dados emitidos pela Estação servirão também de suporte para pesquisas acadêmicas”, disse.
Avaliado em R$ 2,1 milhões, o investimento é proveniente de compensação ambiental e sua implantação contempla a estação, curso de capacitação técnica de agentes da Geamo, além de manutenção. “Os sensores meteorológicos vieram da Itália, os de monitoramento, da Suécia, ou seja, como nossa primeira experiência, nos preocupamos em trazer o que tinha de melhor no mundo, e esperamos conseguir êxito para que, futuramente, nos próximos passos, possamos colocar estações em regiões onde ocorre maior concentração de poluição atmosférica”, informou o diretor da Dicop, Lincoln Davi.
A legislação ambiental vigente prevê que esse tipo de equipamento seja instalado em unidades de conservação suscetíveis a impactos ambientais. De acordo com análise técnica da Semace, a UC do CIPP apresentou as melhores características com ambiente favorável em termos de infraestrutura e segurança para a instalação do equipamento.
Serviço
Lançamento da Estação de Monitoramento da Qualidade do Ar
Data: 15.12.2016 (quinta-feira)
Hora: 10h
Local: Sede da Unidade de Conservação Estação Ecológica do Pecém: CE-348, Km 58, distrito de Pecém, São Gonçalo do Amarante (Ponto de referência: à esquerda, 200 metros, do trevo rodoviário do Pecém). 

Comentários