quarta-feira, 26 de abril de 2017

Quem vai para o DFB 2017

A menos de um mês do início do Dragão Fashion Brasil (DFB) Festival 2017, que acontece de 24 a 27 de maio no Terminal Marítimo de Passageiros de Fortaleza, evento confirma nomes importantes da moda autoral nacional. Nos quatro dias de desfiles, o público vai poder conferir as criações de Aládio Marques, Almerinda Maria, André Sampaio, Bikiny, Society, Caio Nascimento, Rendá por Camila Arraes, David Lee, Iury Costa, Ivanildo Nunes, Jeferson Ribeiro, João Paulo Guedes, Kallil Nepomuceno, Lindebergue Fernandes, Melk Z-Da, Ricciardo Gomes, Ronaldo Silvestre, VillÔ Ateliêr, Wagner Kallieno, Weider Silverio, Babado Coletivo e projeto Ceará Moda Contemporânea.
Sempre valorizando a formação e dando oportunidades às faculdades e cursos técnicos, a programação terá ainda os desfiles Comunidade Moda, Mari Andrade, Lúcio Aureo, Saldanha, Centro Universitário Estácio do Ceará, Centro Universitário de João Pessoa, Faculdade Ateneu, Faculdade Santa Marcelina, Faculdade Técnica Senai Antoine Skaf, Universidade Federal de Minas Gerais e Universidade de Fortaleza (Unifor). 
Fora das passarelas, personalidades importantes da moda também participam do evento, como Alexandre Herchcovitch, que estará na programação do Dragão Pensando Moda (DPM), espaço realizado em parceria com Senac/CE que promove a troca de cultura e saberes a partir de workshops e talkshows. Herchcovitch fará um talk no dia 24 de maio. Também estão confirmados na programação do DPM Mário Queiroz, Marina de Luca, Gabriela Mazepa e Fernanda Yamamoto. 
DFB Festival 2017
O maior e mais relevante encontro da moda autoral da América Latina chega à maioridade. Celebrando 18 anos de trajetória, o Dragão Fashion Brasil (DFB) 2017 acontece de 24 a 27 de Maio, ocupando, pelo terceiro ano consecutivo, o Terminal Marítimo de Passageiros de Fortaleza.
A partir do conceito “Viva Essa Festa”, o evento acompanha o momento de profundas transformações pelo qual a indústria da moda tem passado e anuncia uma série de mudanças estruturais. A mais importante delas é a nova nomenclatura do DFB que passa a definir-se como “Festival”, assumindo uma vocação multidisciplinar abraçada na última década. A moda, agora, sai do centro das ações para integrar uma ciranda plural que faz girar uma programação que abrange diversos aspectos da cultura, gastronomia, música e formação.
Nordeste em destaque
Para festejar os 18 anos do evento, o realizador do DFB Festival 2017, Cláudio Silveira, decidiu celebrar a própria região Nordeste como usina criativa e multicultural, símbolo máximo de resistência e superação do próprio trade. “A indústria da moda brasileira deve muito à tradição têxtil nordestina. Mesmo com tantas adversidades, a criatividade mantém-se como base das nossas confecções, que investem cada vez mais em ações inovadoras e consistentes, como o próprio DFB”, explica Cláudio.
A reverência ao Nordeste ganha força com uma decisão inédita: pela primeira vez, o casting de modelos do DFB será de origem 100% nordestina, incluindo as principais top models brasileiras e internacionais nascidas na Região, que virão ao Ceará exclusivamente para o evento.
Novidades na estrutura
Além do novo nome, o DFB Festival 2017 apresenta uma terceira sala de desfiles, montada no piso superior do Terminal Marítimo, o Pavilhão do Conhecimento, integrando a moda à programação de palestras e mesas redondas do Dragão Pensando Moda, coparceria com o Senac/Ce. 
Com line-up oficial reunindo grandes criadores autorais, novos designers e faculdades de todo o Brasil, o DFB Festival 2017 resgata a tradição de nomear as salas de desfiles com títulos que remetem à primeira década do evento. 
A Sala do Fogo, com capacidade para 800 convidados, apresentará coleções dos grandes nomes da moda autoral do Nordeste.
A Sala do Barro, também para 800 convidados, faz referência direta à riqueza do artesanato brasileiro e deve receber os desfiles com foco em tipologias e saberes do artesanato. 
O terceiro e novo espaço de desfiles, com capacidade para 600 convidados, é a Sala das Marés, que apresenta a programação mais alternativa do Festival, composta pelos desfiles do reality show Comunidade: Moda (TV Cidade/Record TV); o Projeto Tramas&Sonhos (criado por artesãs do Litoral Oeste do Ceará, com destaque para a região de Jericoacoara); Saldanha (projeto autoral de upcycling e design); além dos desfiles do Concurso dos Novos, que apresentarão coleções cápsulas de oito instituições de ensino superior e técnico do Ceará, Paraíba, Minas Gerais e São Paulo.
Concurso Ceará Moda Contemporânea
Pela primeira vez, o DFB Festival 2017 apresenta o Concurso Ceará Moda Contemporânea, correalizado com o Sinditêxtil, com prêmios em dinheiro para as categorias Design, Modelagem e Costura, apostando cada vez mais no poder da indústria.
Dessa maneira, o DFB torna-se o único evento do mundo a sediar três concursos de moda para novos talentos, entre amadores, estudantes e autodidatas.
Gastronomia, economia criativa e grandes shows garantem tempero extra à animação
Os percursos do DFB através da América Latina, iniciados em 2016 com a homenagem temática à Colômbia, agora fazem escala no Peru, produtor do melhor algodão do planeta - insumo que é uma das bases da economia do país. O DFB vai fazer uma homenagem com uma exposição "Alma Peruana”, na qual reunirá imagens e números que ilustram a força econômica e cultural dessa nação.
Saindo da esfera da moda, o Peru inspira parte da programação gastronômica do Festival, que terá pratos típicos recriados pelos mais célebres chefs do Ceará e disponibilizados a preços acessíveis, em formato de comida de rua.
Ao todo, o DFB Festival 2017 reunirá 10 restaurantes, bares e bistrôs, além de 10 foodtrucks. O objetivo é garantir energia para a maratona de 43 desfiles e 7 grandes shows com artistas locais e nacionais, com sets de abertura comandados por DJs convidados. Na programação paralela, haverá ainda diversos pocket shows. 
Para quem deseja consumir moda e arte, o "Boulevard Kza do Dragão por Sebrae" é uma feira de 1.200 metros quadrados, reunindo 64 expositores, entre estilistas, designers de produto, microempreendedores e até carrinhos com típicas comidas de rua cearense, do quebra-queixo à chegadinha. 
Fomentando a economia
Para mover a máquina do DFB Festival 2017, o evento gera cerca de 1000 empregos diretos e indiretos, traz ao Ceará mais de 100 profissionais das imprensas nacional e internacional, juntamente com a imprensa local, e reúne todas as 8 faculdades e cursos técnicos de Moda e Design do Estado, que participam com seus alunos em atividades de backstage e receptivo. O DFB é o único evento a receber e qualificar, há 18 anos, todos os alunos de moda, gastronomia design, moda, marketing e comunicação do Estado do Ceará, durante os quatro dias do evento, sem nenhum custo para o participantes. 

Serviço
DFB Festival 2017
Tema: Viva Essa Festa
Data: 24 a 27 de Maio
Local: Terminal Marítimo de Passageiros de Fortaleza
Evento Gratuito

Nenhum comentário:

Seguidores

Arquivo do blog