quinta-feira, 4 de maio de 2017

'Adote um Pequeno Torcedor'

Usar o futebol para dar visibilidade às histórias de crianças e adolescentes disponíveis para adoção. Este é o objetivo do projeto “Adote um Pequeno Torcedor”, criado em parceria com o Sport Club do Recife, em 2015. A iniciativa foi apresentada ontem (3), em Fortaleza, pelo juiz Elio Braz, titular da 2ª Vara de Infância e da Juventude do Recife.
O evento, que aconteceu no auditório do Campus Via Corpvs do Centro Universitário Estácio do Ceará, abordou a temática da adoção a partir do esporte. De acordo com o magistrado, a ideia é que os times cearenses também se interessem pelo projeto. “Esse projeto está se expandindo. Os estados do Rio de Janeiro e Belo Horizonte já estudam a possibilidade de implantação, com o apoio dos seus times. A nossa expectativa é que os times cearenses também entrem nessa causa”, disse.
O “Adote um Pequeno Torcedor” visa incentivar a diminuição do abandono e aumento da adoção de crianças maiores de sete anos, a chamada adoção tardia. Ainda segundo o juiz Elio Braz, na época em que o projeto foi lançado, na Arena Pernambuco, das 43 crianças disponíveis para adoção, 20 delas foram adotadas pelos torcedores.
No site oficial do projeto é possível conhecer a história das crianças disponíveis para adoção e as que já foram adotadas a partir da iniciativa. Confira: https://www.adoteumpequenotorcedor.com/.

Nenhum comentário:

Seguidores

Arquivo do blog