Pesquisar no blog

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Chikungunya no Ceará

Em 2016, houve transmissão sustentada da chikungunya no Ceará, caracterizando cenário epidêmico, com 49.516 casos suspeitos, sendo que 63,6% (31.482/49.516) foram confirmados, distribuídos em 139 (75,5%) municípios.
Em 2017, observa-se tendência crescente de casos notificados até a Semana 13.
A taxa de incidência dos casos suspeitos de chikungunya no Ceará é de 530,9 casos por 100 mil habitantes.
Até a Semana 20 foram notificados 47.591 casos, destes, 34,0% (16.185/47.591) foram confirmados e 8,7% (4.155/47.591) descartados.
Dos casos confirmados, 66,9% (10.839/16.185) concentraram-se nas faixas etárias entre 20 e 59 anos e o sexo feminino foi predominante em todas as faixas etárias à exceção das idades até 14 anos..
Em 2017, foram confirmados oito óbitos por chikungunya, sendo dois (25,0%) do sexo masculino e seis do sexo (80,0%) feminino, com idades entre 10 dias e 89 anos, residentes nos municípios de Fortaleza (5), Beberibe (1), Caucaia (1) e Pacajus (1).

Nenhum comentário: