quarta-feira, 31 de maio de 2017

Cinema-II

Com Carolina Ferraz no papel de uma travesti, o filme A Glória e a Graça, de Flávio Ramos Tambellini, está arrematando um prêmio internacional atrás do outro. Neste mês, ganhou Melhor Filme no Seattle Transgender Film Festival e no festival indiano Kashish Mumbai International Queer Film Festival, além de ter sido exibido em sessão hors concours no canadense Fairy Tales Queer Film Festival.
“O filme tem sido chamado para festivais do mundo inteiro e é gratificante ver como esse tema é universal. Ganhar os prêmios principais em Seattle e Mumbai é absolutamente incrível para o cinema brasileiro.”, festeja Tambellini, que já recebeu convites para participar de mais quatro festivais gringos: Tilde Film Festival, em Melbourne, na Austrália; MiFo Film Festival em Fort Lauderdale, na Flórida; Festival de Cinema LTGB de Atenas; NC Gay and Lesbian Film Festival na Carolina do Norte.
O longa conta a história de Gloria, uma trans bem sucedida como empresária que tem sua vida transformada quando se vê obrigada a assumir a criação dos sobrinhos.

Nenhum comentário:

Seguidores

Arquivo do blog