segunda-feira, 8 de maio de 2017

Dia de Campo em Iguatu

Líder no mercado de leite longa vida no Nordeste, a Betânia realizará amanhã (9), em Iguatu, um Dia de Campo sobre a produção de silagem de pasto nativo, com público-alvo formado por produtores de leite e profissionais atuantes no setor leiteiro. O evento será realizado na Fazenda Cedrinho, localizada no km 06 da estrada que liga a cidade ao município de Acopiara, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Estadual.
Durante o evento, o agrônomo Rodrigo Gregório, do campus do IFCE em Limoeiro do Norte, dará instruções técnicas sobre silagem de pasto nativo para a pecuária de leite. “Com este evento, esperamos sensibilizar os criadores a incluírem esta prática nas atividades rurais durante o inverno, aproveitando o máximo possível o pasto nativo verde para fazer silagem a baixo custo para o segundo semestre, pois, depois de seco, ocorrem perdas significativas em qualidade e quantidade”, explica Zuza Oliveira, consultor da Betânia. A silagem é o alimento conservado e utilizado na alimentação dos animais. São plantas fermentadas e armazenadas em silos, em um processo conhecido por ensilagem. Quando bem feito, o valor nutritivo da silagem é semelhante ao da forragem verde. Sua função mais importante é a reserva de alimento para os animais.
Os municípios da região Centro Sul onde a Betânia realiza a compra do leite são Iguatu, Cedro, Acopiara, Quixelô, Piquet Carneiro, Orós, Jucás e Icó. Representantes dos principais produtores dessa região e municípios participarão da programação, que contará com uma degustação de produtos Betânia, a colheita do pasto nativo e orientações técnicas sobre silagem e um sorteio de brindes. O evento conta com o apoio da Secretaria de Agricultura e Pecuária de Iguatu, do campus do IFCE em Limoeiro do Norte, Nutron, Matsuda, Unidade de Pecuária Iguatuense (UPECI), Fazenda Cedrinho e Fazenda Floresta.
Sobre ​a ​Betânia - Há 47 anos no mercado e com forte presença no Nordeste, a Betânia, uma marca da CBL Alimentos, se diferencia por estar presente em todos os elos da cadeia produtiva do leite, que vai desde a ordenha da vaca até o processo de industrialização e distribuição nas mesas de milhões de famílias nordestinas, que a transformaram no leite longa vida mais vendido do Nordeste, com 31% de share de mercado na região.
Com cinco unidades industriais nos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Sergipe a empresa tem auxiliado no processo de desenvolvimento dessas regiões, mobilizando 3,5 mil fazendeiros em cerca de 300 municípios nordestinos, produzindo mais de 600 mil litros de leite por dia, além de contar com 1.800 funcionários diretos e mais de 20 mil estabelecimentos comerciais envolvidos.

Nenhum comentário:

Seguidores

Arquivo do blog