sexta-feira, 5 de maio de 2017

Na AL-CE

Durante o primeiro expediente da sessão plenária de ontem, na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), o deputado estadual Leonardo Araújo (PMDB) denunciou a suposta influência de Otacílio Borges, subsecretário de infraestrutura do Governo do Estado na gestão Cid Gomes, na paralisação das obras de transposição do rio São Francisco no Ceará.
“Não pudemos deixar de esclarecer a população do nossa estado: as obras estão paradas. Não estão paradas por querer do ministério da integração ou do Presidente da República, Michel Temer, estão paradas por uma ação judicial de uma empresa que foi inabilitada na licitação por fraudar documentos públicos na licitação anterior. E, pasmem, essa empresa traz no quadro dos seus sócios o filho e a esposa do senhor Otacílio Borges”, afirmou.
De acordo com o peemedebista, as obras estão paradas por conta de uma ação judicial apresentada pela empresa PB Construções, que tem como sócios a esposa e o filho de Otacílio Borges, que ficou descontente por ter sido inabilitada no processo de licitação.
Leonardo Araújo afirmou ainda que a empresa está “ligada a alguém muito próximo dos Ferreira Gomes, que tentam tirar proveito político da situação e responsabilizar o Ministério da Integração Nacional e o Governo Temer pelo atraso das obras”,.
Escute o pronunciamento completo de Leonardo Araújo: https://goo.gl/owSNzW

Nenhum comentário:

Seguidores

Arquivo do blog