Pesquisar no blog

segunda-feira, 15 de maio de 2017

No DFB 2017

O maior e mais relevante encontro da moda autoral da América Latina chega à maioridade. Celebrando 18 anos de trajetória, o Dragão Fashion Brasil (DFB) 2017 acontece de 24 a 27 de maio, ocupando, pelo terceiro ano consecutivo, o Terminal Marítimo de Passageiros de Fortaleza, estrutura à beira-mar, que oferece visão privilegiada da cidade. 
A partir do conceito “Viva Essa Festa”, o evento acompanha o momento de profundas transformações pelo qual a indústria da moda tem passado e traz uma série de mudanças estruturais. A mais importante delas é a nova nomenclatura do DFB que passa a definir-se como “Festival”, assumindo uma vocação multidisciplinar abraçada na última década. A moda, agora, sai do centro das ações para integrar uma ciranda plural que faz girar uma programação que abrange diversos aspectos da cultura, gastronomia, música e formação.
O DFB Festival 2017 tem como patrocinadores Governo do Estado do Ceará, Secretaria de Turismo do Estado do Ceará, Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, Enel, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac/CE). 
DESFILES
Nos quatro dias de desfiles, o público vai poder conferir as criações de Aládio Marques, Almerinda Maria, André Sampaio, Bikiny Society, Caio Nascimento, Rendá por Camila Arraes, David Lee, Iury Costa, Ivanildo Nunes, Jeferson Ribeiro, João Paulo Guedes, Kallil Nepomuceno, Lindebergue Fernandes, Melk Z-Da, Ricciardo Gomes, Ronaldo Silvestre, VillÔ Ateliêr, Wagner Kallieno, Weider Silverio, Babado Coletivo e projeto Ceará Moda Contemporânea.
Sempre valorizando a formação e dando oportunidades a estudantes de graduação e de cursos técnicos, a programação terá ainda os desfiles Comunidade Moda, Mari Andrade, Lúcio Aureo, Saldanha, Centro Universitário Estácio do Ceará, Centro Universitário de João Pessoa, ETEC Carlos de Campos, Faculdade Ateneu, Faculdade Santa Marcelina, Faculdade Técnica Senai Antoine Skaf, Universidade Federal de Minas Gerais, Unifor. 
Confira breve descrição de estilista/projeto: 
Babado Coletivo – Marca jovem e democrática para qualquer idade. Sempre cheia de cores, balanço e muito estilo em todas as criações, as peças prezam sempre pelo conforto para quem curte clima praiano ou urbano.
Almerinda Maria – A estilista cearense traz um novo conceito sobre a riqueza da Renda Renascença aliada à sofisticação da demi-couture. 
André Sampaio - Revelação do Concurso Moda Contemporânea 2014, já é o terceiro ano que participa do DFB. Destaque na edição passada por seu desfile black & white, neste ano de comemoração do evento, André promete surpreender o público.
Bikini Society – A marca cria um novo conceito para o “Beach Couture”, que equilibra o chic e o cool. O objetivo é criar um movimento, uma cultura, um life style, uma sociedade de praia.
João Paulo Guedes – Residindo há mais de 9 anos no Canadá, o premiado estilista brasileiro apresenta no DFB Festival 2017 a “Tropicália – Culturally Vibrant Brasil”, sua nova coleção inspirado nos elementos selvagens do Brasil. Cores quentes, texturas exclusivas e estampas elaboradas pelo próprio estilista serão os elementos fortes na passarela.
Ricciardo Gomes - Fazendo sua estreia no DFB, o conceituado diretor de criação cearense apresenta o projeto artístico “Contos que não são de Fadas - Capítulo I“. A proposta é realizar desfile, exposição e intervenção, proporcionando ao público a experimentação visual por meio de diversos elementos visuais e sonoros.
Villô Atelliê – A marca baiana comandada pelas designers Emily Dias e Vivianne Pinto visa agregar luxo, autenticidade e conforto às peças de crochê. Tendo a essência da mulher como tema, a coleção “Entrelinhas" será apresentada nesta edição do DFB e vem com a proposta de brincar com texturas e bordados mostrando o que está implícito em cada mulher.
Aládio Marques – Lançada em Salvador há mais de três anos no mercado, a marca vem conquistando espaço com coleções de moda masculina e feminina que primam pelo design exclusivo. Ele traz ao DFB Festival 2017 a coleção “Explorer", com peças de referências esportivas e caimento de alfaiataria.
Caio Nascimento - Ganhador do prêmio Ceará Moda Contemporânea 2016, Caio Nascimento imprime o DNA do sertão central em suas criações.
Rendá – Marca comandada pela estilista Camila Arrais. As peças em renascença com cores e designs diferenciados chamam atenção e se destacam na passarela.
David Lee – A expressão de identidade é uma constante no desenvolvimento da marca. Na coleção que vai apresentar no DFB 2017, o o estilista busca evidenciar os principais elementos que manifestam a personalidade e a singularidade.
Iury Costa - Grife fundada em 2009 pelo estilista Iury Costa, após seu primeiro desfile autoral com grande sucesso de público e mídia. Mixa história, urbanidade, sensualidade e procura traduzir seus ensaios estéticos a partir de modelagens informatizadas, usando tecidos e aviamentos de altíssima qualidade.
Ivanildo Nunes - Em 2006, Ivanildo participou do Concurso “Novos Talentos do Dragão Fashion”, que resultou em um convite para expor sua coleção no espaço Inspiration da FENIT 2007. Ele se destaca no universo da moda por criar vestidos exclusivos e captar o desejo de cada cliente para elaborar a peça dos sonhos de cada uma.
Jeferson Ribeiro - Um apaixonado pelas provocações contemporâneas, Jeferson Ribeiro pesquisa o comportamento humano e suas relações com as hibridizações culturais presentes na remasterização dos corpos. Assim, desenvolve suas coleções autorais e cheias de conceitos.
Kallil Nepomuceno - O cearense está no mundo da moda há mais de 20 anos e se conceitua por surpreender com o requinte e a ousadia dos vestidos de festa que elabora.
Lindebergue Fernandes - O estilista cearense Lindebergue Fernandes está trazendo muita personalidade para o DFB 2017. Após o desfile no ano anterior com viés político e crítico, nesta edição, ele apresenta uma coleção com temática transcendental, que propõe uma reflexão pela busca da paz interior por meio da releitura de ícones do clérigo e inspirada nas vestes de noviços e noviças.
Melk Z-Da - O experimentalismo sofisticado é a essência da marca Melk Z-Da. O designer pernambucano conhecido por seu trabalho artesanal e autoral busca referências nas artes, vivências e pessoas para criar.
Ronaldo Silvestre - Consagrado no sudeste, o estilista sempre é destaque nas passarelas do DFB. Com 15 anos de profissão, Ronaldo conta que seu trabalho hoje é uma forma de homenagear sua mãe, que era costureira e sustentou a família com a profissão. 
Mary Andrade – Mary Andrade tem 24 anos e é uma jovem promessa do mundo da moda. Apaixonada pelo handmade (feito à mão), Mary gosta de inovar, mas sempre respeitando os clássicos. No DFB Festival 2017, Mary vai apresentar a coleção “Era Uma Vez”, que mostrará suas descobertas em um mundo dourado e reluzente.
Wagner Kallieno – Consagrou-se o queridinho das fashionistas que amam uma peça assimétrica, com fendas exuberantes e modelos marcantes.
Weider Silveiro – Com o propósito de preencher uma lacuna existente no mercado de moda nacional no segmento de feminino jovem, Weider Silveiro apresenta coleções sazonais que têm como principal característica a junção de design contemporâneo com matéria prima experimental, sempre privilegiando o artesanato. 
Lúcio Áureo – Há 10 anos no mercado da moda, seu trabalho se destaca pelo estilo romântico e artesanal. Todas as peças são produzidas em seu próprio ateliê, em Fortaleza. 
Saldanha – Em sua estreia no DFB, o estilista Even Saldanha traz a coleção fluida, inspirada em Clarice Lispector e em seu livro Água Viva. Listrados, bordados e jeans vão se destacar na passarela.

Nenhum comentário: