sexta-feira, 12 de maio de 2017

Oi no Ceará

A Oi investiu mais de R$ 36,2 milhões no Ceará no primeiro trimestre de 2017, o que representa crescimento de 50% em relação ao mesmo período de 2016. A companhia está priorizando investimentos em infraestrutura e modernização da rede para melhoria da qualidade do serviço aos clientes em todas as regiões do país. No mesmo período foram implantados 9 novos sites de telefonia móvel e outros 51 foram ampliados. Além disso, 144 novas portas para o serviço de banda larga fixa também foram implantadas. Sites são locais onde ficam as antenas que realizam a transmissão do sinal do serviço móvel. A Oi oferece cobertura 4G em Caucaia, Crato, Fortaleza, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Maranguape e Sobral.
No trimestre, a companhia apresentou bons resultados em segmentos como TV paga e banda larga, garantidos pela estratégia de convergência e digitalização de serviços para melhorar a experiência do cliente. Com crescimento há 13 meses consecutivos, a Oi TV fechou o trimestre com aumento anual de 14,4% em sua base de clientes, sendo o melhor desempenho entre os grandes grupos econômicos do mercado de TV por assinatura. Na banda larga, o crescimento foi de 1,7% na comparação anual. A velocidade média da banda larga da Oi vem subindo continuamente. No primeiro trimestre, a velocidade média da base atingiu 7,2 Mega, um aumento 24,4% em relação ao mesmo período de 2016. Mais de 36% das vendas de banda larga foram de serviços com velocidades a partir de 15 Mega.
Na mobilidade, a receita de dados da companhia subiu 10,7% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, decorrente da maior penetração dos smartphones na base de clientes, o foco nas ofertas de mais alto valor, e do lançamento de ofertas com maior franquia de dados como Oi Livre, Oi Mais e Oi Mais Controle. A companhia apresentou melhoria substancial nos indicadores de qualidade. Em comparação com o primeiro trimestre de 2016, houve queda de 28,2% nas reclamações na Anatel, queda de 21,5% no Procon e de 55,7% nos processos no Juizados Especiais Cíveis.

Nenhum comentário:

Seguidores

Arquivo do blog