segunda-feira, 12 de junho de 2017

Amanhã em Brasília

O engenheiro indiano Kailash Satyarthi, Prêmio Nobel da Paz de 2014, estará na sede da Procuradoria-Geral do Trabalho, em Brasília, amanhã, para o lançamento da “Iniciativa Global 100 milhões por 100 milhões”, às 17h30. Na oportunidade, serão apresentadas também a exposição e a campanha #Chegadetrabalhoinfantil, do Ministério Público do Trabalho (MPT).
Kailash estará acompanhado da relatora da Organização das Nações Unidas (ONU) para Educação, Kombou Boly Barry. O evento é realizado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI) em conjunto com a Campanha Nacional pelo Direito à Educação e integra as atividades do Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, 12 de junho.
A Iniciativa Global 100 milhões por 100 milhões é liderada mundialmente por Kailash Satyarthi com o objetivo de combater o trabalho infantil e a exclusão escolar. Já a campanha #ChegadeTrabalhoInfantil é uma iniciativa do MPT, por meio da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes (Coordinfância), que busca o engajamento dos internautas nas redes sociais, incentivando-os a postar o gesto da “hashtag” em seus perfis como forma de apoio à causa contra o trabalho irregular de crianças e adolescentes.
“É uma honra para o MPT receber o Prêmio Nobel da Paz e a relatora da ONU justamente na semana em que todas as instituições da rede de proteção social fazem ações contra o trabalho infantil”, destaca a coordenadora nacional da Coordinfância, procuradora do Trabalho Valesca de Morais do Monte. Ela estende à toda a sociedade o convite para participar do evento, que terá ainda uma exposição de obras artísticas sobre o trabalho infantil, classificadas nos anos de 2015 e 2016 na etapa nacional do Prêmio MPT na Escola.
Perfil - Kailash nasceu em 11 de janeiro de 1954 na cidade de Vidisha no estado indiano de Madhya Pradesh. Formado em engenharia elétrica, ele abandonou a carreira aos 26 anos para lutar contra o trabalho infantil. Para isso, fundou a ONG Bachpan Bachao Andolan (Movimento para Salvar a Infância) em 1980. Desde que foi criada, a instituição já libertou mais de 80 mil crianças de diversas formas de escravidão e ajudou na reintegração, reabilitação e educação delas. Por essa iniciativa, ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 2014, ao lado da ativista paquistanesa Malala Yousafzai, que na época tinha 17 anos.
Projeto – O evento faz parte das atividades do Projeto Resgate à Infância, que tem três eixos: políticas públicas, educação e aprendizagem. Por todo o país, o projeto leva às capitais e cidades do interior ampla discussão para despertar na sociedade civil e nas instituições governamentais a importância de medidas que garantam a crianças e adolescentes proteção e educação necessárias para afastá-los do trabalho infantil. Atividades lúdicas, palestras, audiências públicas, conscientização do ambiente escolar, sensibilização dos conselheiros tutelares, assinatura de Termos de Compromisso de Ajustamento de Conduta e ajuizamento de ações civis públicas fazem parte das iniciativas do projeto. 
O projeto Resgate a Infância também prevê o incentivo à formação profissional e inserção de adolescentes no mercado de trabalho, ao orientar e fiscalizar empresas para a contratação de jovens aprendizes, respeitando a cota de aprendizagem prevista na legislação.
12 de junho - É o Dia Internacional contra o Trabalho Infantil. A data, instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 2002, marca a luta e a mobilização mundial para o combate do trabalho infantil. Em todo o mundo, são feitas campanhas, para que se somem esforços públicos e privados no ensejo de se construir outro caminho para o futuro das nossas crianças e adolescentes.

Nenhum comentário:

Seguidores

Arquivo do blog