BNB sedia Agricultura Familiar

"Qual o papel da agricultura familiar e das economias camponesas em um cenário internacional globalizado, com redução de mercados de comércio justo e crises alimentares? Que impacto os fenômenos globais, como as alterações climáticas e a crise financeira podem ter sobre a produção agropecuária de pequena escala? Que modelos de regulamentação e políticas públicas podem ser implementados com vistas à expansão e propagação de serviços financeiros e bancários no meio rural?
Essas e outras questões serão discutidas durante o III Seminário Internacional de Finanças Rurais, que será realizado em Fortaleza, nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, no Hotel Gran Marquise. O evento é uma promoção do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Ministério do Desenvolvimento Agrário, Banco Central, Corporação Andina de Fomento e Fórum Latinoamericano e do Caribe de Finanças Rurais (Forolacfr), Instituto Nordeste Cidadania e sistema de cooperativas Cresol.
A abertura do seminário contará com a participação do presidente do BNB, Roberto Smith – que proferirá o discurso de boas-vindas aos participantes – e do diretor de Gestão do Desenvolvimento, José Sydrião de Alencar Júnior, o qual participará de painel sobre o impacto de mudanças climáticas, fenômenos e crises globais na segurança alimentar, agricultura familiar e economias camponesas.
“Será uma oportunidade extremamente importante para discutir o fomento às microfinanças rurais como estratégia de inserção social e garantia de seguridade alimentar, além de conhecer as experiências de outros países e debater políticas públicas direcionadas para este segmento. Acredito que realizar um fórum desse porte na região Nordeste é certamente reflexo dos resultados que temos obtido no âmbito das microfinanças rurais, onde destaco o nosso programa de microcrédito rural, o Agroamigo”, disse Alencar.
O evento também contará com a participação do superintendente da Área de Agricultura Familiar e Microfinança Rural do BNB, Luís Sérgio Farias Machado, que debaterá sobre o papel dos bancos de desenvolvimento e a importância de seus programas de microcrédito para inclusão social e financeira das populações rurais da América Latina e Caribe.
Durante o seminário, será lançado ainda o livro “Microfinanciamento na África do Oeste: Lições Africanas”, com a presença de representantes de Mali, Burkina Fasso e Senegal.
A programação completa e outras informações já estão disponíveis no endereço www.forolacfr.org. A expectativa é de que o evento reúna 350 participantes, entre legisladores, diretores e executivos de instituições financeiras (cooperativas, ONGs, bancos, financeiras) e bancos de desenvolvimento, agentes públicos (em particular agentes de regulamentação financeira e de departamentos de agricultura) e representantes de organizações de cooperação internacional e de produtores de diversos países da América Latina e Caribe.

Comentários