60% do crédito para o Nordeste sai do BNB

Com 314 agências abertas ao público, o que representa 8% do total de unidades bancárias, o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) foi o responsável por 60% do crédito de longo prazo realizado no Nordeste, Norte de Minas Gerais e Norte do Espírito Santo, este ano. A Instituição também é responsável por 55,9% do crédito rural ofertado nessa região.
No Ceará, o Banco do Nordeste, mesmo com apenas 9,7% da rede bancária, contratou no ano 72,8% do crédito de longo prazo para todos os setores da economia e 79% somente para o segmento rural.
Os dados são do Sistema de Informações do Banco Central (Sisbacen). O Sisbacen considera bancos comerciais e bancos múltiplos com carteira comercial. Os números de contratações do Banco do Nordeste incluem recursos internos e do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). As informações são de 30 de junho.
No primeiro semestre de 2016, o Banco contratou R$ 10,8 bilhões, distribuídos em 2,5 milhões de operações. O crédito a micro e pequenas empresas é de R$ 1,1 bilhão, em 12 mil contratações.
Os programas de microcrédito urbano e rural (Crediamigo e Agroamigo) aplicaram juntos R$ 5 bilhões nos seis primeiros meses do ano, em 2,3 milhões de operações. As contratações com recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar somam R$ 1,2 bilhão, em 253 mil contratos até junho.

Comentários