No Cine Dragão-Joaquim Nabuco

Grade da 162ª semana de programação do Cinema do Dragão – Fundação Joaquim Nabuco, de 27 de outubro a dois de novembro
Pré-estreias de CINEMA NOVO (de Eryk Rocha) e do clássico ESTRANHOS NO PARAÍSO (de Jim Jarmusch); além da sessão especial de INVÓLUCRO (de Caroline Oliveira) seguida de debate com Dhuda Moreira.
Vencedor do prêmio de melhor documentário no Festival de Cannes, CINEMA NOVO é um filme de Eryk Rocha (filho de Glauber Rocha) sobre um dos principais movimentos cinematográficos da América Latina no século 20, o Cinema Novo brasileiro. Repleto de imagens raras e inéditas, o longa é composto exclusivamente de imagens de arquivo e depoimentos de cineastas importantes que atuaram no movimento.
ESTRANHOS NO PARAÍSO é o terceiro filme do cineasta norte-americano Jim Jarmusch (de FLORES PARTIDAS e AMANTES ETERNOS) e está voltando ao circuito em cópia restaurada DCP 2K. O filme ganhou o prêmio Camera d’Or no Festival de Cannes no ano de 1984 além do Leopardo de Ouro em Locarno.
INVÓLUCRO tem como mote a primeira gravidez da diretora Caroline Oliveira e as mudanças corporais e sociais desencadeadas a partir dela. Carol se insere como personagem, fazendo um recorte das suas inquietações pessoais (intensificadas após o nascimento do seu primeiro filho) que encontram ressonância mais ampla em reflexões comuns ao gênero feminino. Mas, não se trata de um filme em primeira pessoa, autocentrado e/ou biográfico. Após se apresentar à câmera, ela vai em busca de outras personagens que, aparentemente, nada têm comum com ela mesma: duas mulheres já maduras que decidiram não ter filhos (uma médica e outra produtora cultural) e uma transexual. Ela acompanha essas personagens que não foram mães e que, também por isso, são inspiradoras e singulares nas suas formas de se relacionar com os seus corpos, os padrões sociais e a vida.
AQUARIUS (de Kleber Mendonça Filho), O SHAOLIN DO SERTÃO (de Halder Gomes) e DEMÔNIO DE NEON (de Nicolas Winding Refn) continuam em cartaz.

Comentários