'O Shaolin do Sertão'

Assisti, ontem, no UCI Iguatemi e recomendo "O Shaolin do Sertão".
Ela foi melhor resultado de média de público na última quinta-feira (13) no circuito nacional. 
Lotou salas de cinema do Ceará e chega ao resto do Brasil na próxima quinta-feira (20).
O longa está em cartaz desde quinta-feira (13) em 20 salas de cinema de sete cidades cearenses e repete a estratégia de sucesso de “Cine Holliúdy”, de Halder Gomes.
Em Fortaleza está em cartaz no UCI Iguatemi, UCI Parangaba, Benfica, Shopping Aldeota, Pátio Dom Luís, RioMar, North Shopping, Del Paseo e North Jóquei.
“O Shaolin do Sertão” teve uma média de 237 pessoas por sala. Em segundo lugar, com 180 pessoas por salas, os cinemas onde está acontecendo o Festival do Rio. E em terceiro, com 162 pessoas por sala, “Inferno”.
- “Cine Holliúdy” vendeu 22 mil ingressos no primeiro fim de semana quando estreou só no Ceará – lembra Bruno Wainer, da distribuidora Downtown Filmes. - Agora estamos ampliando o circuito porque acreditamos muito no filme, tanto no Nordeste quanto no resto do país. 
Com coprodução da Globo Filmes, Paramount Pictures, Telecine e Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e distribuição nacional da Downtown Filmes/Paris Filmes, o longa traz no elenco nomes como Edmilson Filho, Dedé Santana, Fafy Siqueira, Marcos Veras, Tirulipa, Falcão, entre outros.
Sinopse
Aluízio Li (Edmilson Filho) é um aficionado por artes marciais, que vive num mundo de fantasias e que se veste e se comporta como um monge Shaolin. Seus dias de paz acabarão quando o ex-lutador de vale-tudo Toni Tora Pleura (Fábio Goulart) anuncia um "tour" de desafios por várias cidades do interior do Ceará, incluindo Quixadá, onde vive Aluízio. Sem credibilidade e vítima de uma trama política oportunista, cabe a ele a difícil missão de defender a honra da região contando apenas com o apoio do inseparável amigo Piolho (Igor Jansen) e com a fé da mãe Dona Zefa (Fafy Siqueira).
Elenco:
Aluísio Li - Edmilson Filho
Anésia Shirley - Bruna Hamú
Seu Zé - Dedé Santana
Armandinho - Marcos Veras
Piolho - Igor Jansen
Dona Zefa - Fafy Siqueira
Chinês - Falcão
Rossivaldo - Frank Menezes
Regislândio Lúcio - Cláudio Jaborandy
Jesus - Haroldo Guimarães
Margot - Solange Teixeira
Lorraine - Evenice Neta
Organizador do evento - Luís Guilherme
Toni Tora Pleura - Fábio Goulart
Marciclene - Karla Kerenina
Juiz - Tirulipa
Mestre Chinês - Li Lin - Daniel
Técnico de Toni Tora Pleura - Demick Lopes
Luizão - Eduardo Cintra
Dona Zefa jovem - Yasmin Santana
Li Chai Chang - Yuri Yamamoto
Informante - Bráulio Bessa
Chico Esponja - Lailtinho
Barraqueira - Camila Uckers
Chefão Chinês - Edmir Kawakubo
Repórter de TV - João Inácio Júnior.
Arengueira - Kyra Gomes
Bichinha - André Campos
Apresentadora de TV - Fernanda Callou
Macaca Monga - Bolachinha
Arengueiro - Diego Jovino
Besouro do Cão - Reginauro Souza
Médico - Glayco Salles
Padre - LC Galetto
Assistente do Regislândio - Adriano Uchôa
Euclides Claude - Dennys Lacerda
Sobre a DOWNTOWN FILMES
Fundada em 2006 a Downtown Filmes é a única distribuidora dedicada exclusivamente ao cinema brasileiro. Desde 2011, ocupa a posição da distribuidora número 1 no ranking de filmes nacionais e de 2013 até hoje vendeu mais de 50% de todos os ingressos de filmes brasileiros lançados. Entre seus maiores sucessos estão os filmes “Meu nome não é Johnny”, “Chico Xavier”, “De Pernas pro Ar 1 e 2”, “Até que a sorte nos separe 1, 2 e 3”, “Minha mãe é uma peça” e “Loucas Pra Casar”. Até dezembro de 2015, a Downtown lançou 88 longas nacionais, que acumularam mais de 80 milhões de ingressos. Em 2016 a distribuidora comemora 10 anos de existência com um lineup especial, entre eles: “Tô Ryca”, “O Shaolin do Sertão”, “Elis”, “O Último Virgem” e “Minha Mãe É Uma Peça 2”.
Sobre a PARIS FILMES
A Paris Filmes é uma empresa brasileira que atua no mercado de distribuição, produção e exibição de filmes, primando pela alta qualidade cinematográfica. Além de ter distribuído grandes sucessos mundiais, como o premiado “O Lado Bom da Vida”, que rendeu o Globo de Ouro® e o Oscar® de Melhor Atriz a Jennifer Lawrence em 2013 e “Meia-Noite em Paris”, que fez no Brasil a maior bilheteria de um filme de Woody Allen, a distribuidora tem também em sua carteira os maiores sucessos do cinema nacional, como as franquias “De Pernas Pro Ar” e “Até Que a Sorte nos Separe”.
Nos últimos anos, a Paris lançou o vencedor do Grande Prêmio do Júri em Cannes 2013, “Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum”, dos irmãos Coen; o aclamado “O Lobo de Wall Street”, de Martin Scorsese, “Mapas Para as Estrelas”, de David Cronenberg (Melhor Atriz no Festival de Cannes – Julianne Moore); a primeira adaptação animada da obra-prima de Antoine de Saint-Exupéry, “O Pequeno Príncipe”; e as continuações da Série “Divergente: Insurgente” e o esperado final de “Jogos Vorazes – A Esperança – O Final”.
Para 2016, os indicados ao Oscar® “Brooklin” e “O Lobo do Deserto”; o terceiro capítulo da série Divergente, “Convergente”, “Truque de Mestre – O 2º Ato” e sucessos do cinema argentino como “Kóblic”, com Ricardo Darín, são os grandes destaques; assim como a biografia do lutador José Aldo em “Mais Forte Que o Mundo”. Produzidos pela Paris Produções, há ainda “Um Namorado Para Minha Mulher”, promessa de sucesso de público e crítica, como foi “Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina”.
Sobre a PARAMOUNT PICTURES
Paramount Pictures Corporation (PPC), uma produtora e distribuidora global de entretenimento audiovisual, é uma unidade da Viacom (Nasdaq, VIA, VIAB), uma das companhia líderes em conteúdo, com marcas reconhecidas e respeitadas no cinema, televisão e entretenimento digital, incluindo a Paramount Pictures, Paramount Animation, Paramount Vantage, Paramount Classics, Paramount Home Media Distribution, Paramount Pictures International, Paramount Licesing Inc e Paramount Studio Group.
Sobre o TELECINE
Joint-venture entre a Globosat e os quatro maiores estúdios de Hollywood – Paramount, MGM, Universal e Fox –, a Rede Telecine também exibe com exclusividade as produções da Disney e sucessos do mercado independente. O melhor do cinema mundial estreia na TV brasileira através da Rede Telecine cada vez mais rápido.
Visando investir cada vez mais na produção cinematográfica nacional, a Rede Telecine lançou em 2088 o Telecine Productions, selo de coprodução de títulos em parceira com grandes produtoras brasileiras. Além de estimular a criação de novos filmes, o Telecine garante a exibição desses títulos com exclusividade em suas diferentes plataformas.
Em 2015, o Telecine foi o mais lembrado entre todos os canais de TV por assinatura, categoria na qual é líder pelo segundo ano consecutivo conquistado na pesquisa Top of Mind do Datafolha. Na categoria de canais de filmes, a Rede mantem a liderança desde 2007. O Telecine é o canal fundamental na manutenção da TV por assinatura e, neste ano, vai exibir em sua programação os 10 filmes mais vistos pelo público brasileiro em 2015.
Fontes: Top of Mind 2015 – Datafolha: perguntas “quando você pensa em CANAIS DE TV POR ASSINATURA qual o primeiro canal que lhe vem à cabeça?” e “quando você pensa em CANAIS DE FILMES POR ASSINTAURA qual o primeiro canal que lhe vem à cabeça?”. 21 Pay Tv Pop – Ibope: assinantes com mais de 30 anos, 13 mercados. Ibope, pesquisa customizada – 01 de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2015, Brasil, público acumulado
Sobre a GLOBO FILMES


Desde 1998, a Globo Filmes já participou de mais de 195 filmes, levando ao público o que há de melhor no cinema brasileiro. Com a missão de contribuir para o fortalecimento da indústria audiovisual nacional, a filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis, romances, dramas e aventuras, apostando na diversidade e em obras que valorizam a cultura brasileira. A Globo Filmes participou de alguns dos maiores sucessos de público e de crítica como 'Que Horas Ela Volta?', 'Tropa de Elite 2', 'Se Eu Fosse Você 2', '2 Filhos de Francisco', ‘O Palhaço’, ‘Getúlio’, 'Carandiru' e 'Cidade de Deus' – com quatro indicações ao Oscar. Suas atividades se baseiam em uma associação de excelência com produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais.

Comentários