Pela PEC 241

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), entidade que administra o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e reúne mais de 1,2 milhão de pontos de venda em todo o país, apoia a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 241) do teto dos Gastos Públicos, que será votada a partir de hoje (10), na Câmara dos Deputados, em Brasília. 
“Diante do o atual momento econômico que o Brasil enfrenta, essa é uma medida essencial para a recuperação da economia e a retomada do crescimento”, destaca o presidente da entidade, Honório Pinheiro. 
A proposta determina que, pelos próximos 20 anos, as despesas públicas - incluindo Saúde e Educação - serão reajustadas somente pela inflação oficial dos 12 meses anteriores. O objetivo da PEC 241 é conter o aumento da despesa primária, que cresceu 6% acima da inflação entre 2008 e 2015.
Ainda segundo o presidente da CNDL, com a medida o governo federal terá condições de reestabelecer a confiança dos empresários. “Dependemos de medidas efetivas para conter o aumento do desemprego e da deterioração fiscal. Com segurança, os empresários ficam mais dispostos a assumir riscos para ampliar seus negócios e colaborar com o processo de desenvolvimento do país”, completa Pinheiro. 

Comentários