Setembro menos violento

Os investimentos  realizados pelo Governo do Ceará na segurança pública resultaram no mês de setembro menos violento dos últimos seis anos no Estado. Todos os territórios do Estado – Fortaleza, Região Metropolitana de Fortaleza, Interior 
161010 SSPDS MG 1361 web
Norte, Interior Sul e Ceará – apresentaram diminuição nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Na Capital, a redução foi de 57,5% em relação a setembro de 2015.

“Este é um trabalho constante e permanente. Tivemos mais uma vez uma marca histórica com os dados deste mês. Algo jamais visto nos últimos seis anos. Isso é o reflexo do nosso esforço em encarar a segurança pública com a seriedade e competência que ela merece”, destacou o governador Camilo Santana, durante a apresentação dos resultados, nesta segunda-feira (10), na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em Fortaleza.

Em números absolutos, o Ceará registrou 222 CVLIs, que englobam homicídios, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios, no mês passado, melhor mês de setembro dos últimos seis anos (em setembro de 2010, foram 208). Em setembro de 2015, aconteceram 332 casos, o que significa uma queda de 33,1%.


Resultado histórico em Fortaleza

Em Fortaleza, foram registrados 57 ocorrências em setembro deste ano. Se comparadas as ocorrências do mesmo período do ano passado, quando aconteceram 134 crimes, houve uma redução de 57,5%. Há 13 meses, tanto o Estado quanto a Capital vêm apresentando mensalmente reduções nos números de CVLIs.

“Esse resultado se dá por um trabalho integrado e em equipe. Todas os poderes, forças, gestões e entidades estão irmanadas neste objetivo de ter um Estado cada vez mais pacífico. Com isso, uma grande força tarefa já está sendo feita e dando resultados visíveis”, salientou o governador.

No mês passado, os percentuais de diminuição nos territórios ficaram bem acima da meta estabelecida pelo Programa Em Defesa da Vida, que é de 6%. A Capital, que historicamente era o território que puxava a alta nos CVLIs, tem sido responsável por impulsionar as reduções seguidas que os índices vêm apresentando mensalmente.


Resultados por Região

Na Região Metropolitana de Fortaleza, em setembro, houve queda de 25,7%, em relação ao mesmo mês de 2015, passando de 70 para 52 casos. O Interior Norte também teve redução no número de vítimas, passando de 57 para 47 vítimas (-17,5%). No Interior Sul, a redução foi de 7%, passando de 71 para 66 CVLIs.

Os resultados foram destacados pelo secretário Delci Teixeira, da Segurança Pública e Defesa Social, como uma ação conjunta de medidas do Governo do Ceará em diversos setores. “Os dados apresentados nesta reunião são só o resultado final de uma série de ações que pensamos e damos prioridade todos os dias. O Governo do Ceará tem tido um esforço imenso em diversas ações, não só em segurança pública, mas seja em educação, cultura, esporte e cidadania, por exemplo, que só reforçam os resltados. Como sempre digo, não podemos relaxar. Temos de procurar melhorar cada vez mais, diminuindo nossos índices e aumentando a sensação de segurança dos cearenses”, ressaltou o secretário.


Acumulado do ano

Os nove primeiros meses de 2016 apresentaram redução de 15,3% nos casos de mortes violentas intencionais, caindo de 2.965, em 2015, para 2.511 vítimas este ano no Ceará. O resultado é mais que o dobro da meta de 6% estabelecida pelo Programa Em Defesa da Vida. No período, 454 vidas foram salvas. Já a Capital teve baixa de 39,8%, passando de 1.239 casos no ano passado para 746 este ano. O Interior Norte teve queda de 3,8%, indo de 496 para 477 vítimas. O Interior Sul registrou acréscimo de 4,4%, indo de 665 para 694 vítimas. A Região Metropolitana teve aumento (5,1%), com números absolutos de 565 e 594 ocorrências de janeiro a setembro de 2015 e 2016, respectivamente.

Durante a reunião de monitoramento, estiveram presentes ainda a vice-governadora Izolda Cela, o secretário Hélio Leitão, de Justiça e Cidadania, além dos comandantes dos órgãos vinculados a SSPDS (Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Perícia Forense); servidores, através de videoconferência, transmitindo imagens das corporações de cinco cidades do Interior (Sobral, Crateús, Quixadá, Russas e Juazeiro do Norte) e cerca de 80 profissionais das forças de segurança.

Ceará nas Olimpíadas Rio 2016

161010 SSPDS MG 1059 web
Na ocasião, o governador Camilo Santana também condecorou 90 policiais militares e nove bombeiros militares do Ceará que estavam à disposição da Força Nacional. Os agentes de segurança atuaram durante as Olimpíadas e Paralimpíadas 2016, na cidade do Rio de Janeiro. Como reconhecimento do trabalho desempenhado e como contrapartida da cessão de seus servidores, o Governo do Ceará recebeu carros, armas e outros equipamentos de segurança enviados pelo Governo Federal, resultado de uma cooperação técnica com o Ministério da Justiça.

161010 SSPDS MG 1154 web
O envio dos materiais é a contrapartida pela disponibilização de 99 policiais e bombeiros do Estado em apoio à segurança nos Jogos Olímpicos 2016 do Rio de Janeiro, e também pela cessão de policiais e bombeiros para a composição da Força Nacional de Segurança em 2013 e 2014, na Copa das Confederações e Copa do Mundo.

Entre os itens já enviados estão 10 viaturas, 5.112 munições calibre 12 (entre letais, de treinamento e menos fatais), 25 granadas de efeito moral, 22 fuzis (tipo carabina), 111 coletes balísticos femininos, e outros. O Governo do Ceará ainda receberá um micro-ônibus, duas viaturas 4x4, 20 fuzis (tipo carabina), 35 pistolas, 100 coletes balísticos, 750 munições .40 e 750 munições .223. Até o fim de 2016, ainda serão entregues pela Senasp mais 1.302 coletes masculinos, 300 granadas de efeito moral, 1.000 munições menos letais e 100 unidades de espargidor lacrimogêneo.


Fotos: Carlos Gibaja / Governo do Ceará

Wilame Januário
Repórter/Célula de Reportagem

Comentários