Instituto MRV

O Instituto MRV, organização sem fins lucrativos fundado pela MRV Engenharia, realizará o evento de encerramento da 1ª Chamada Pública em que foram eleitos, por votação popular, quatro projetos que receberam patrocínio da instituição. O evento será na próxima terça-feira (22), às 17 horas, no Museu Inimá de Paula. Durante quatro meses, os projetos realizaram atividades na área de educação, com foco em esporte, meio ambiente e cultura. Cada projeto recebeu um aporte financeiro no valor de R$50mil, para se desenvolver e contribuir ainda mais com a comunidade.
A 1ª Chamada Pública do Instituto MRV ocorreu entre 28 de março e 15 de abril e convidou instituições sem fins lucrativos e pessoas físicas a apresentarem projetos sociais transformadores. Os projetos passaram por processo seletivo e os quatro vencedores foram escolhidos entre as 345 propostas inscritas. “A Chamada Pública veio para fomentar boas ideias de projetos sociais e potencializar ainda mais as atividades do Instituto MRV. Os resultados conquistados dão mais fôlego para seguirmos com o que acreditamos, o poder transformador de projetos voltados para a educação”, destacou Raphael Lafetá, diretor do Instituto MRV.
Os projetos
O “Projeto viver basquete”, com a atuação em Nova Lima, investiu o valor recebido no ensino de esporte a crianças e jovens, oferecendo uma alternativa saudável contra a violência, possibilitando novas perspectivas para essas pessoas. Entre as ações desenvolvidas no período, estão o Festival de basquete, excursão ao Parque Mangabeiras, treinamento esportivo e acompanhamento pedagógico. As atividades conseguiram impactar diretamente 75 crianças e adolescentes.
Já o “Aprendizagem criativa” trabalha com oficinas para aproximação de ciência e artes, por meio do desenvolvimento de projetos coletivos em bibliotecas, museus e parques da cidade de São Paulo. Como resultados, os idealizadores do projeto destacam que a partir das ações realizadas, os educadores impactados passaram a enxergar outros espaços como extensão da escola e que a aprendizagem criativa pode ser uma potente forma de expressão.
O Projeto “Oportunidade para Brilhar” atua em Nova Contagem, na Região Metropolita de Belo Horizonte, e visa contribuir para a proteção de direitos das crianças e adolescentes expostas a vulnerabilidade social, por meio de atividades esportivas, realizadas fora do turno escolar. As ações impactaram diretamente 1067 pessoas, envolvidas em atividades como tae-kwon-do, futsal e basquete. 
O “Coração da Terra”, com sede em Belo Horizonte, trabalhou com educação ambiental, oferecendo oficinas sobre a conscientização ambiental, técnicas de utilização da terra como pigmento para o desenvolvimento e oficina de compostagem. O projeto conseguiu impactar 120 pessoas, entre crianças, adolescentes e adultos

Comentários