Natal 2016

O Natal de 2016 ainda sofrerá os efeitos da crise financeira ou será o início de uma recuperação no consumo? Para responder a essa e outras perguntas, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) divulgam na próxima terça-feira (8), às 10h30, em coletiva de imprensa em São Paulo, o resultado da Pesquisa Nacional de Intenção de Compras para o Natal 2016.
A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, e o educador financeiro do portal 'Meu Bolso Feliz', José Vignoli, comentarão o resultado do estudo, que foi realizado com consumidores de todas as idades e classes sociais nas 27 capitais e interior do país e revela informações como:

• Expectativa de vendas e de consumo para o Natal;

• Impacto da crise e nas mudanças político-econômicas do país na disposição do brasileiro em gastar no Natal;

• Proporção de brasileiros que irão às compras;

• Gasto médio do brasileiro com as compras de Natal;
 
• Estimativa de injeção de dinheiro na economia em virtude do Natal (em valores monetários);

• Percepção do consumidor brasileiro em relação aos preços;

• Produtos mais procurados e presentes mais desejados na data;

• Locais preferidos para realizar as compras e formas de pagamento mais comuns;

• Perfil e comportamento do consumidor nas compras de Natal (detalhamento por gênero, faixa etária e classe social);

• Hábitos mais comuns no fim do ano, como amigo secreto/oculto, comemorações etc;

• Compras de Natal pela internet;

• Balanço do comércio varejista em 2016 e perspectivas para 2017;

• Dados comparativos com Natais de anos anteriores, entre outras informações.

Comentários