No Conecta amanhã

Já deu para sentir um clima maravilhoso na estreia do “Conecta – Festival Artes sem Fronteiras” e para o segundo dia, a atração convidada para celebrar o espírito de unir a diversidade artística em um só lugar é a Duo Finlandia, dupla formada pelo argentino Mauricio Candussi e pelo brasileiro Raphael Evangelista. Além dela, as outras atrações que subirão ao palco amanhã (24)serão: Danchá, Lorena Nunes, Rodrigo Colares e Subcelebs. Lembrando que o festival começa às 17 horas e as atrações musicais começam sempre a partir das 18 horas.
O evento tem entrada gratuita e acontece na Praça recém-reformada, localizada em frente à Faculdade de Direito e ao lado da Casa do Barão de Camocim, imóvel tombado como patrimônio histórico municipal e que recebe a edição anual da Casa Cor.
O “Conecta – Festival Artes sem Fronteiras” é promovido pelo Instituto Solaris e tem o apoio cultural da TIM, do Governo do Estado do Ceará através da Secretaria de Cultura (Secult) e da Prefeitura Municipal de Fortaleza através da Secretaria de Cultura (Secultfor).
Gastronomia ao vivo
Além das tendas gastronômicas com comidas genuinamente cearenses, o evento também realizará, todos os dias, uma Aula Show. Para o segundo dia, o Festival apresentará, na tenda Grupo de Estudos Alencarinos, a aula: “Cuscuz, Vegetais da Ibiapaba na Companhia de Pescoço de Cabrito”, com o renomado chef e curador Fernando Barroso, às 20 horas. Cearense, filho de pais e avós também nativos das terras de Raquel de Queiroz e José de Alencar, Fernando Barroso costuma dizer que a prática do seu ofício é, na verdade, um reencontro com sua verdadeira natureza criativa.
Para a participação na Aula Show, os 20 primeiros que se inscreverem na tenda terá a oportunidade de degustar o prato feito durante a aula. Todos podem assistir, mas somente os primeiros 20 inscritos terão a chance de provar.
Seminário “Encontro Conexões Criativas”
Além da programação gastronômica e musical, para esta quinta, o “Conecta - Festival Artes sem Fronteiras”, em parceria com o Laboratório de Produção – Curso Técnico de Produção em Eventos Culturais, também promove o primeiro dia do “Encontro Conexões Criativas”, na Vila das Artes, das 10 às 12 horas. O evento tem por objetivo tecer diálogos entre os diferentes setores culturais e suas possibilidades dentro do campo da economia criativa. A programação contará com debates temáticos intermediados por profissionais das artes e da cultura, trazendo experiências de inovação e criatividade em seus respectivos ramos. As inscrições podem ser feitas pelo site: www.laboratoriosculturais.com.
Programação do Seminário
10h – Artesanato e Economia Criativa.
Convidada: Celina Hissa 
Relato de experiência criativa da marca Catarina Mina, especializada em acessórios feitos à mão, abordando seu processo produtivo, comercialização e o perfil de atuação sustentável da marca.
11h – O papel das redes sociais na Economia Criativa.
Convidado: Vinícius Wu
Compreendendo que a Economia Criativa consiste em gerar alternativas ao modelo vigente, o debate colocará em pauta a diversidade, a inovação e os novos modelos de negócios criativos estabelecidos a partir do uso das redes sociais.
Mostra de Design, Moda e Artesanato
O artesanato cearense, considerado um dos mais ricos e diversificados do país, possui ampla repercussão e reconhecimento no Brasil e em outros países, seja pela qualidade dos artistas e profissionais envolvidos, seja pela beleza e criatividade de suas produções amplamente consumidas em diversos pontos de venda da capital e interior. Durante todos os cinco dias de “Conecta – Festival Artes sem Fronteiras”, a partir das 17 horas, haverá Mostra de Design, Moda e Artesanato realizada sob a curadoria do Babado Coletivo, com 50 artesãos selecionados, criadores e designers que trarão produtos de diversos gêneros e estilos.
Sobre Duo Finlandia
Destaque na imprensa de 17 países e premiado como melhor grupo instrumental de 2011, o Duo Finlandia é formado pelo argentino Mauricio Candussi e pelo brasileiro Raphael Evangelista. O duo usa elementos da música latinoamericana, especialmente dos seus países de origem, misturados a sons contemporâneos. Finlandia fusiona ambientes eletrônicos com instrumentos acústicos como piano, acordeão e violoncelo, criando sets específicos em cada performance e passeando por ritmos como milonga, baião, cumbia, chacarera, huayno, saya, candombe, tango e outros. 
Sobre Danchá
DanChá é uma banda de música contemporânea brasileira, natural de Fortaleza, Ceará. Surgiu em 2013, a partir do encontro do cantor, violinista e compositor cearense Danilo Guilherme com o trio instrumental Chacomdéga, que conta com Milton Ferreira no baixo, Bruno Rafael na guitarra e Pepeu na bateria. Com um estilo particular, a partir das vivências entre os integrantes, suas perspectivas sonoras e seus diálogos sobre a vida, o DanChá mergulhou num laboratório musical de criação e surgiu com uma sonoridade completamente singular.
Sobre Lorena Nunes
Lorena Nunes, um dos nomes mais celebrados da cena musical cearense da atualidade, iniciou sua trajetória artística em 2011 com o coletivo de artistas Comparsas da Vivenda. Pouco tempo depois, abriu shows de Daniela Mercury, Monique Kessous, Luiz Melodia, Lenine e montou o show solo “Ai de mim”, cuja faixa-título, de autoria de Tom Drummond, foi premiada com o 2º lugar no I Festival de Música da Assembleia Legislativa, ampliando o público despertado pelo talento e pelo carisma de Lorena.
Sobre Rodrigo Colares
Desde sua volta a sua cidade natal, o artista sonoro Rodrigo Colares, vem explorando a estética low-fi de gravação que deu origem a Trilogia Máximo Simples (2014), Revoada Noturna (2015) e Bispo Clonazepam (2016). Três trabalhos que juntos demonstram a constante experimentação do artista que nos leva através de paisagens naturais como “A velocidade das nuvens que entrecortam um banho de sol” até situações sonoras mais extremas como “Medalha do Pacificador”. Portanto, a apresentação “Bispo Máximo, Clonazepam Simples” é uma passeio pela trilogia low-fi.
Subcelebs 
O sonho dos anos 90 está vivo. Com seu indie pop um tanto lo­fi, o quarteto formado em 2015 combina melodias cantadas em português com uma generosa camada de barulho. Uma bateria pesada, baixo permanentemente com fuzz, sintetizador e guitarra compõem o som. Nesse primeiro ano, lançou seu EP de estreia e vem se destacando nacionalmente, tendo participado de coletâneas como a da Rádio Graviola (RJ) e do tributo aos Titãs "O Pulso Ainda Pulsa" (SP).
Conecta – Festival Artes sem Fronteiras
Data: Até 27 de novembro
Local: Praça Clóvis Bevilacqua, em frente à Faculdade de Direito.
Horários: De 17 às 23 horas. 
Entrada: Gratuita

Comentários