Mudas de plantas

Mesmo diante do cenário adverso climático de pelo menos cinco anos de seca, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema) potencializou sua produção de nudas. No viveiro da Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra de Baturité, situado do município de Pacoti, as 5.872 mudas de 2014 tornaram-se 8.785 em 2015. Em 2016, a produção chegou a 12.640 mudas, num aumento de cerca de 215% nos dois últimos anos.
No viveiro do Parque Estadual Botânico, situado no município de Caucaia, a produção que era de 6.512 mudas em 2014, passou para 25.998 em 2015 e chegou a 60.622 mudas em 2016. Isso representa um aumento de cerca de 930%, numa comparação do final de 2014 com final de 2016. Juntos, os dois viveiros produziram 73.262 mudas em 2016. A maior parte foi objeto de doação a diversas prefeituras, entidades e órgãos públicos, escolas e à comunidade em geral, mediante solicitação formal e mediante o compromisso de plantio das mudas e cuidado no seu desenvolvimento. Essa cadeia de produção, doação, plantio e cuidado têm como objetivo transformar o nosso estado em um Ceará Mais Verde.
A Sema por meio de um grupo multiparticipativo, coordenou uma política ambiental voltada à flora que resultou na elaboração da Lei Estadual Nº 16.002/2016, criando o Programa Estadual de Valorização das Espécies Vegetais Nativas, que objetiva implementar uma política de valorização das nossas espécies no âmbito estadual, contribuindo com a conservação dos ecossistemas locais. Algumas estratégias são necessárias para alcançar este fim, tais como potencializar o índice de arborização com espécies nativas, implementação de ações de recuperação de áreas degradadas, reflorestamento, arborização viária e educação ambiental.

Comentários