Microrrede

A Enel Distribuição Ceará lança logo mais às quatro da tarde, um laboratório do funcionamento de uma microrrede inteligente de energia, projeto pioneiro no país que está antecipando tecnologias inteligentes e transformando a relação de consumo de clientes residenciais. O laboratório, instalado na sede da companhia no Ceará, será utilizado como showroom das tecnologias empregadas no projeto piloto, o qual está sendo instalado em um condomínio residencial nas proximidades de Fortaleza.
No projeto, casas vão gerar energia solar e terão um sistema capaz de fornecer energia para os moradores, mesmo sem conexão com a rede elétrica da distribuidora. Além do potencial de apresentar novas soluções para o setor elétrico nacional, o projeto piloto está desenvolvendo formas de digitalizar os clientes da distribuidora, fazendo com que o cliente tenha uma postura mais ativa na gestão da energia elétrica.
Microrrede Inteligente
O projeto piloto vai beneficiar aproximadamente trezentas casas de alto consumo (média de 780kWh/mês) de um condomínio residencial, localizado no município de Eusébio, a 27km da capital, além de áreas de lazer, portaria e vias internas do empreendimento. O objetivo é transformar a estrutura elétrica interna do condomínio numa microrrede autônoma, capaz de funcionar conectada ou não à rede elétrica da distribuidora.
Quando está ligada à distribuidora, a microrrede armazena energia para que possa ser consumida em eventos de faltas ou para diminuir a demanda sobre o sistema que abastece a cidade. No caso de uma eventual falta de suprimento de energia pela rede da concessionária, a microrrede funciona no modo autônomo e é capaz, por exemplo, de manter o fornecimento de energia para cargas prioritárias (geladeiras, equipamentos de segurança, iluminação etc) durante pelo menos uma hora.
A microrrede utiliza fontes renováveis de energia (solar e eólica) e sistemas de armazenamento em baterias. Enquanto as casas produzirem energia a partir de fonte solar, os clientes poderão monitorar em tempo real a energia que está sendo gerada e consumida, com o auxílio de aplicativos móveis para celulares e tablets, além de poderem controlar as suas cargas remotamente. O volume de energia que não for consumido instantaneamente, é armazenado em baterias de alta tecnologia e poderá ser enviado para a rede da Enel Distribuição Ceará, gerando créditos nas contas de luz dos moradores.
A primeira fase do projeto foi a instalação dos sistemas de geração renovável nas residências e áreas comuns do loteamento. Os próximos passos serão a modernização dos medidores de energia de todo o condomínio, a instalação do sistema de armazenamento de energia centralizado com tecnologia de lítio, do sistema de telegestão de iluminação pública para mais de 300 pontos de iluminação, bem como da rede de dados e comunicação por fibra óptica, além de softwares de supervisão e controle.
"Esse projeto antecipa mudanças importantes pelas quais o mercado de energia vai passar nos próximos anos. Já é perceptível que a relação entre distribuidoras de energia e clientes está mudando. As exigências da sociedade para uso de fontes renováveis estão cada vez maiores e, por isso, as empresas do nosso grupo se colocam como vanguarda nesse processo", destaca Carlo Zorzoli, Country Manager da Enel no Brasil.
O sistema de energia solar que abastece as áreas comuns do condomínio foi fornecido pela Enel Soluções. Ela é composta por 96 painéis fotovoltaicos, com potência de 24,96kWp, capazes de gerar por ano 37,98MW/h de energia - o suficiente para abastecer 21 residências. No primeiro mês de funcionamento do sistema, foi registrada uma economia de 30% na conta de luz do condomínio. Além dos benefícios financeiros, a adoção de energia limpa nessas áreas irá evitar, a cada ano, a emissão de 4,78T de CO2 na atmosfera – o que equivale a menos 22 carros na rua.
Pioneirismo
O Projeto de Microrrede Inteligente conta com financiamento do programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da ANEEL e representa um avanço em comparação com iniciativas similares. No Brasil, há poucos casos de sistemas híbridos (com geração fotovoltaica, diesel e baterias), operando de forma isolada na Região Norte do país e em algumas ilhas marítimas, mas com sistemas tecnologicamente mais simples, sem conexão com a rede elétrica.
Em âmbito internacional, as microrredes podem ser encontradas em estágio de pesquisa e desenvolvimento experimental. As primeiras aplicações pré-comerciais estão ocorrendo principalmente no Japão, Estados Unidos, Alemanha, Itália e outros países da Europa.
Serviço
Evento: Lançamento do projeto Microrrede Inteligente
Data: 9/3/2017
Horário: 16 horas
Local: Sede da Enel Distribuição Ceará
Endereço: Rua Padre Valdevino, 150 - Joaquim Távora.

Comentários