Na AL-CE

A bancada federal do Ceará, liderada pelo deputado federal Cabo Sabino (PR), esteve presente na audiência pública, promovida pela Comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos, Minas e Pesca, da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), que debateu a crise hídrica no Estado. Oito parlamentares federais estiveram presentes, enquanto apenas dois estaduais participaram do debate. Na ocasião, a bancada federal mostrou união e empenho para minimizar os impactos da estiagem no Ceará.
“Na questão hídrica, a bancada cearense já aportou ao Estado, mais de R$ 272 milhões, tanto de emendas individuais como coletivas. Essa audiência está sendo muito importante. É hora de unir forças. Há 15 dias, por exemplo, a bancada esteve reunida com ministro da Integração, Helder Barbalho, onde foi cobrado agilidade para a conclusão do eixo norte da Transposição. Ele nos assegurou que na primeira quinzena de abril, as obras serão retomadas. A bancada já vem trabalhando nisso fortemente. Em 2016, destinamos 150 milhões, que já foram pagos para a conclusão do Cinturão das Águas, que vai auxiliar e trazer água para a Região Metropolitana de Fortaleza e outras regiões interioranas”, acrescentou.
O parlamentar salientou ainda, a preocupação da bancada, quanto a situação de sucateamento do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs). “O Dnocs, um órgão criado para combater a seca, onde é sediado em nosso Estado, que já chegou a ter 15 mil funcionários, hoje não tem mais do que 1.500, vive uma seca maior ainda do que o Estado do Ceará. Mas é porque foi abandonado, ao logo do tempo”, pontuou.
No tocante a ações enérgicas, o parlamentar lembrou que estão chegando oito perfuratrizes no Ceará, além de ressaltar que a bancada tem trabalhado para dar uma repaginada no Dnocs. “Em uma reunião há um pouco mais de um mês, no Dnocs, pedimos um relatório de situação do órgão, no qual já temos em mãos. A bancada vai sentar e vai discutir e deliberar um encaminhamento para revitalizarmos do órgão, que é fundamental para o combate a seca do Nordeste”, acrescentou.
Também participaram da audiência pública, os deputados Capitão Wagner (PR) e Mirian Sobreira (PDT); os deputados federais Chico Lopes (PCdoB), Odorico Monteiro (Pros), Gorete Pereira (PR), Zé Airton Cirilo (PT), Raimundo Matos (PSDB), André Figueiredo (PDT), Paulo Henrique Lustosa (PP/CE) e os representantes da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Nizomar Falcão; da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Bessa Júnior; do Departamento Nacional de Obras contra as Secas (DNOCS), Ângelo Guerra e a Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), Wanderley Guimarães.

Comentários