Treinamento

Hoje e amanhã, o Hospital de Messejana Carlos Alberto Studart Gomes (HM), do Governo do Ceará, treinará médicos cardiologistas de vários estados brasileiros. O 1º Treinamento Avançado de Intervenção Coronária Complexa é no auditório do hospital, das 8 às 16 horas, de hoje, e 8 às 13 horas, de amanhã. O curso terá como foco o tratamento de doença coronariana através de cateter. Serão discutidos temas como: ultrassonagrafia intracoronária, aterectomia rotacional no tratamento de lesões calcificadas e manejo do tratamento com cateter da oclusão coronariana crônica - procedimento realizado em poucos hospitais do país.
O cardiologista intervencionista da Hemodinâmica do Hospital de Messejana, Breno Falcão, explica que o treinamento terá a participação de médicos de outros estados brasileiros para que eles possam interagir e aplicar essas técnicas nos demais hospitais do país. "A ideia é que este curso seja periódico. Nesta primeira turma, o Hospital de Messejana vai treinar cardiologistas intervencionistas da Bahia, Paraíba e Pernambuco, além de cardiologistas clínicos e intervencionistas do Ceará. Teremos momentos teóricos e práticos, com demonstrações de procedimentos reais", acrescenta Falcão.
O Hospital de Messejana é referência nacional na realização de angioplastia coronariana primária e implante de stents no infarto agudo do miocárdio. Por mês, são realizadas cerca de 120 angioplastias. "No caso específico do tratamento do infarto, o tempo é o músculo. Quanto mais rápido o tratamento, maiores são as chances de salvar o músculo, diminuindo o impacto daquele infarto na função do coração, na evolução, nos sintomas e na qualidade de vida do paciente. Quanto mais rápido, melhor. O hospital deve atingir um tempo de tratamento inferior a 90 minutos do início dos sintomas", orienta o médico.
Os sintomas mais comuns do infarto agudo do miocárdio são: desconforto no peito que pode acometer a região torácica, do umbigo até o queixo, irradiação para o braço e mandíbula, além de sudorese e mal estar. Alguns pacientes podem ter sintomas confundíveis com outros problemas mais simples, retardando o diagnóstico.
Além da angioplastia coronária, outros procedimentos são feitos com frequência no setor de Hemodinâmica do Hospital de Messejana, onde são atendidos cerca 600 pacientes por mês. São realizados: cateterismo cardíaco, tratamento de doenças estruturais congênitas, avaliações para transplantes cardíacos, biópsia do miocárdio, colocação de marcapassos, diagnóstico e procedimentos terapêuticos em crianças portadoras de cardiopatia congênita, estudo eletrofisiológico e terapêutica das arritmias cardíacas e procedimentos diagnósticos e terapêuticos na área endovascular.
Serviço
Treinamento Avançado de Intervenção Coronária Complexa
Dias: 3 e 4 de abril de 2017
Horário: 8 às 16h (dia 3) e 8 às 13h (dia 4)
Local: Auditório do Hospital de Messejana Carlos Alberto Studart Gomes - Avenida Frei Cirilo, Fortaleza.

Comentários