Mostra de cinema chileno na Caixa Cultural

Foto: Divulgação
Filme A Dança da Realidade (2013), de Alejandro Jodorowsky

A Caixa Cultural Fortaleza apresenta, de 1 a 6 de agosto, a Mostra de Cinema Chileno, que é parte do 27º Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema. O Chile é o país homenageado nesta edição do festival, que a cada ano contempla com uma mostra especial a cinematografia da nação agraciada.

A Mostra de Cinema Chileno exibirá obras de dois dos maiores nomes de todos os tempos do cinema desse país: Alejandro Jodorowsky, um dos cineastas vivos mais importantes da América Latina, e Raúl Ruiz, considerado o cineasta chileno mais importante da história. “Poder apresentar filmes de Alejandro Jodorowisky significa entrar no imaginário de um autor singular, que possui um universo hipnótico, permeado de símbolos, de loucura e de liberdade. Assim como Jodorowsky, Raúl Ruiz é outro gênio do cinema mundial, dono de uma linguagem única, fragmentada, com uma assinatura altamente particular. Ter algumas de suas obras em uma mostra em Fortaleza é um sonho pelo qual o Cine Ceará persegue há bastante tempo. Será uma experiência única poder assistir aos filmes desses dois mestres do cinema na tela grande”, diz Pablo Arellano, curador da mostra.

Alejandro Jodorowsky, 88 anos, é cineasta, ator, poeta, escritor de quadrinhos, peças e musicais, roteirista e psicólogo ou "psicomago". Ainda hoje faz filmes tão perturbadores quanto os dos anos 70. A mostra começa com a exibição de “O Topo” (1970). Nos outros dias serão exibidos “A montanha sagrada”, produção de 1973; “Fando e Lis”, seu primeiro longa, lançado em 1968; “A dança da realidade”, de 2013; e seu mais novo trabalho, “Poesia sem fim”, lançado em 2016.


Genealogias de um crime, do diretor Raúl Ruiz


O diretor Raúl Ruiz, falecido em 2011 aos 70 anos, teve uma carreira marcada por filmes cada vez mais surrealistas, irônicos e experimentais. Ruiz transformou a gramática do cinema e fez história ao afirmar que “cada plano é um filme em si mesmo". Prolífico, intelectual, enigmático e popular, o cinema de Ruiz carrega um fluxo desenfreado de imagens, numa espécie de labirinto. Dirigiu mais de 100 filmes em vários idiomas. Dele, a mostra exibe: “A província reta”, de 2007; “O tempo redescoberto”, de 1999; “Três vidas e uma só morte”, de 1996; e “Genealogias de um crime”, de 1998.







Cinema Chileno Contemporâneo:

Como me dá na telha II (2016)
A programação contará ainda com uma mostra do Panorama Chileno Contemporâneo, destacando quatro obras de três diretoras premiadas nos mais prestigiosos festivais internacionais, como Cannes e Rotterdam. São elas, Maite Alberdi (“As crianças”, 2016), Marcia Tambutti (“Allende, meu avô Allende”, 2015) e Dominga Sotomayor (“De quinta a domingo”, 2012, e “Mar”, 2014). Outro nome da atual cinematografia chilena presente na mostra é Ignacio Agüero. Dele será exibido “Como me dá na telha II” (2016).  

Neste recorte contemporâneo será exibido também “Glória”, de Sebastián Lelio, o curta “Adeus”, de Leopoldo Muñoz, o primeiro filme de Pablo Larraín, diretor chileno mais conhecido da atualidade: “Tony Manero” (2008). Esta exibição será acompanhada da Master Class "O Cinema de Pablo Larraín", com Ernesto Garrat, jornalista e crítico de cinema chileno, especialista na obra de Larraín.

"Traçar um panorama do cinema chileno contemporâneo é difícil, porque é algo que cresce a passos largos. Mas há algo em comum no trabalho de Maite Alberdi, Marcia Tambutti, Dominga Sotomayor e Ignácio Agüero: é a forma delicada e humana de como os personagens de cada filme são tratados. Queríamos também dar espaço ao documentário na seleção do cinema contemporâneo chileno”, explica Pablo.  

Na abertura da Mostra de Cinema Chileno acontecerá uma Master Class sobre “Raúl Ruiz e o Cinema Chileno Contemporâneo”, conduzida por Régis Frota, professor e pesquisador da Universidade Federal do Ceará (UFC). Na ocasião, ele apresenta o livro “Memória e Silêncio no Cinema Chileno”, de sua autoria.

A Mostra de Cinema Chileno marca o início do 27° Cine Ceará - Festival Ibero-Americano de Cinema, cuja abertura oficial será no dia 5 de agosto, no Cineteatro São Luiz, e se estenderá até o dia 11, numa promoção da Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, da Prefeitura Municipal de Fortaleza, via Secultfor, e do Ministério da Cultura, através da Secretaria do Audiovisual. A realização é da Associação Cultural Cine Ceará e Bucanero Filmes e conta com patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).

Programação:

Terça-Feira, 01/08
15:00 - Apresentação da Mostra
16:00 - Apresentação de Livro + Master Class de Régis Frota – Raúl Ruiz e o Cinema Chileno Contemporâneo
19:00 - O Topo / El Topo, de Alejandro Jodorowsky. 1970. 120min. 14 anos.
Quarta-Feira, 02/08
15:00 - Como me dá na telha II / Como me da la gana II, de Ignacio Agüero. 2016. 86min. 12 anos.
17:00 - As crianças / Los niños, de Maite Alberdi. 2016. 80min. 12 anos.
19:00 - A província reta / La recta provincia, de Raúl Ruiz. 2007. 160min. 14 anos.
Quinta-Feira, 03/08
15:00 - Allende, meu avô Allende / Allende, mi abuelo Allende, de Marcia Tambutti. 2015. 90min. 12 anos.
17:00 - A montanha sagrada / La montaña sagrada, de Alejandro Jodorowsky. 1973. 115min. 18 anos.
19:00 - O tempo redescoberto / Le temps retrouvé, de Raúl Ruiz. 1999. 169min. 14 anos.
Sexta-Feira, 04/08
15:00 - De quinta a domingo / De jueves a domingo, Dominga Sotomayor. 2012. 96min. Livre.
17:00 - Fando e Lis / Fando y Lis, de Alejandro Jodorowsky. 1968. 96min. 16 anos.
19:00 - Três vidas e uma só morte / Trois vies et une seule mort, de Raúl Ruiz. 1996. 120min. 14 anos.
Sábado, 05/08
14:00 - Master Class de Ernesto Garrat – O Cinema de Pablo Larraín
15:00 - Tony Manero / Tony Manero, de Pablo Larraín. 2008. 98min. 18 anos.
17:00 - Mar / Mar, de Dominga Sotomayor. 2014. 60min. 12 anos.
19:00 - A dança da realidade / La danza de la realidad, de Alejandro Jodorowsky. 2013. 133min. 16 anos.
Domingo, 06/08
15:00 - Glória / Gloria, de Sebastián Lelio, 2013. 110min. 14 anos.
17:00 - Genealogias de um crime / Genealogies d’un crime, de Raúl Ruiz. 1998. 118min. 14 anos.
19:00 – Adeus / Adiós, dLeopoldo Muñoz. 2017. 14min. 14 anos.
            Poesia sem Fim / Poesía sin fin, de Alejandro Jodorowsky. 2016. 128min. 16 anos.


Serviço:

Cinema: Mostra de Cinema Chileno
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data: 1 a 6 de agosto de 2017
Horários: ver programação
Classificação indicativa: ver indicação de cada filme
Ingressos: Gratuitos (distribuídos com 1h de antecedência, sujeitos à lotação do teatro)
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

Informações gerais | CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

Comentários