Estudantes cearenses ganham medalhas em Olimpíadas Internacionais

Foto: Divulgação
Celso Renan e Vinícius Gabriel

Durante cinco anos o Ceará foi o estado com mais aprovações para o ITA, considerado o vestibular mais difícil do país. Além de sempre ser destaque nacional em olimpíadas e vestibulares, os estudantes cearenses são sucesso também fora do Brasil. Em julho deste ano ocorreram na Ásia duas das mais importantes olimpíadas do mundo: a Olimpíada Internacional de Física (IPhO)  e a Olimpíada Internacional de Química (IChO). Nas duas competições, a presença cearense foi garantida e a medalha também graças aos estudantes Vinícius Gabriel Felix Barbosa e Celso Renan Barbosa Soares.

Vinícius Gabriel estuda no Colégio Master, em Fortaleza, desde o ensino fundamental, foi o representante brasileiro mais novo a participar da Olimpíada Internacional de Física este ano, na Indonésia. Competindo com com mais de 400 alunos de 88 países, ele trouxe uma medalha de bronze para casa. Ele conta que se preparou desde a o 8º. “Participar da IPhO é um sonho que exige muito esforço e dedicação. Nós temos que começar a tentar entrar para o time desde o 8º ano e fazemos provas até o 2º ano do ensino médio”.

Celso Renan, aluno do Colégio Master desde a alfabetização, também conquistou uma medalha de bronze na Olimpíada Internacional de Química (IChO). O evento reuniu cerca de 300 estudantes de 80 países na Tailândia. Cada país participou com uma equipe de até quatro alunos do ensino médio, que tiveram destaque na Olimpíada Brasileira de Química do ano passado.
Celso pretende aperfeiçoar seus estudos fora do país e conta que a competição é importante para isso: “Ganhar uma medalha e um certificado numa competição tão importante a nível mundial abre muitas portas para as grandes universidades do mundo e depois de muito estudo ter conseguido isso é um sonho realizado”.

Comentários