Pular para o conteúdo principal

No Ceará, Bolsonaro cutuca o adversário Ciro Gomes

Foto: Reprodução
Por Carmen Pompeu 

O pré-candidato a presidente pelo PSL, deputado Jair Bolsonaro (RJ), continua cumprindo agenda, nesta sexta-feira (29), em Fortaleza. Pela manhã, tomou café com apoiadores e fez peregrinação por veículos de comunicação. Em cada entrevista, defendeu suas polêmicas ideias, como o uso de arma de fogo pela população. Bolsonaro desembarcou, ontem (28), em Fortaleza, onde foi recebido como pop star.

Sobre o também pré-candidato a presidente, Ciro Gomes (PDT), ex-governador do Ceará, a quem, ontem no desembarque em Fortaleza, chamou de “cangaceiro”, Bolsonaro voltou a alfinetar hoje. “A imprensa queria me provocar diante de um pré-candidato que reside aqui no Ceará. Eu não vou responder a ele (Ciro), porque não sou psiquiatra”, cutucou.

Sobre um eventual programa de governo, em entrevista ao jornalista Donizete Arruda, do portal Ceará News, o presidenciável afirmou que seria algo realista. “Vai ser o verdadeiro. Você pode não gostar, mas vai acreditar”, pontuou.

MINISTRO ASTRONAUTA


Ele reafirmou que, se eleito, teria um ministério com no máximo 15 ministros, e que seria composto por pessoas habilitadas para cada cargo. O astronauta brasileiro, Marcos Pontes, por exemplo, que é coronel da Aeronáutica, seria seu ministro da Ciência e Tecnologia. E para o cargo de ministro da Justiça nomearia um general de três estrelas. Desta forma, defendeu Bolsonaro, a corrupção perderia força.

No café da manhã com apoiadores, ele defendeu a flexibilização do uso da arma de fogo. “Arma de fogo não traz violência. Se trouxesse, os EUA seriam o país mais violento do mundo. Lá, a gente tem notícia de alguém que mata cinco estudantes numa escola. Aqui, morrem 50 todo dia e não é nem notícia”, comparou.

Falou também sobre seu atual partido, o PSL. Disse que não era o melhor, mas que também não é o pior. “É o que temos. Se a gente vai se operar e só tem um (médico) açougueiro, vai ele mesmo”, ironizou.

RACISMO


Ao jornalista Luís Viana, da rádio O Povo/CBN, Bolsonaro respondeu perguntas sobre a denúncia feita pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, onde ela o acusa pelo crime de racismo contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs.

“Estou sendo processado porque disse que, no meu governo, os índios não terão um cm2 de terra. Eu errei. Peço desculpas. Não terão nenhum milímetro”, afirmou. “O índio não pode continuar a ser tratado como animal em um zoológico”, disse.

Também foi questionado sobre ele ter declarado que o seu filho não era gay “porque tinha uma boa educação”. E contou que começou a ser “rotulado de homofóbico” ao combater o “kit gay”, criado no governo petista e destinado a alunos da rede pública. O tal kit continha vídeos que, segundo ele, seriam inadequados para crianças, pois exibiam cenas de carícias entre pessoas do mesmo sexo.


EM TEMPO: Segundo pesquisa Ibope divulgada ontem, no cenário sem Lula, Bolsonaro e Marina Silva empatam tecnicamente em primeiro lugar na corrida presidencial. Em segundo, estão Alckmin e Ciro.

Comentários

Mais lidas da semana

Meninas com câncer realizam hoje sonho da festa de 15 anos à beira mar

Nesta terça-feira, dia 15 de agosto, às 16h30, a barraca Gran Royal, na Praia do Futuro, em Fortaleza, será palco de uma festa especial. Jovens com câncer atendidas pela Associação Peter Pan comemorarão seus quinze anos com toda a pompa e circunstância que a ocasião requer. A ação voluntária é uma iniciativa da Liven Eventos, empresa especializada na realização de festas temáticas personalizadas, que por meio do Projeto Essência reúne dezenas de profissionais do mercado cearense para realizar o sonho das debutantes atendidas pela Associação Peter Pan.

Abertas inscrições para edição 2018-2019 do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo

Profissionais de imprensa de todo o Brasil já podem inscrever-se na nova edição do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional. O link para submissão de trabalhos e o regulamento completo estão disponíveis em www.bnb.gov.br/web/premio-banco-do-nordeste-de-jornalismo. Na edição de 2019, poderão ser inscritas matérias veiculadas de primeiro de janeiro de 2018 a 29 de março de 2019.


A iniciativa premiará as melhores produções jornalísticas que abordem ações promotoras de desenvolvimento regional, localizadas na região Nordeste ou norte de Minas Gerais e do Espírito Santo (área de atuação do BNB). Ao todo, serão R$ 234 mil em prêmios, distribuídos em 18 categorias.

O Grande Prêmio Nacional reconhecerá material que tenha como temática "Microcrédito urbano como ferramenta de desenvolvimento econômico e social". Concorrem nas demais categorias, trabalhos que abordem o desenvolvimento regional considerado em seu sentido mais amplo, incluindo suas vertentes de or…

Semace aponta que praias da Barra do Ceará, Goiabeiras e Farol estão impróprias para o banho neste fim de semana

Boletim da Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará (Semace) aponta que três praias de Fortaleza estão impróprias para banho neste final de semana: Barra do Ceará, Goiabeiras e Farol.


O boletim indica condições de banho para as praias do Futuro, Volta da Jurema, Acquário Ceará, Escola de Aprendizes Marinheiros, Iracema, Náutico, Beira-Mar (foto) e Foz do Rio Ceará.

Produtoras receberão R$ 36,8 milhões para parcerias internacionais

Produtoras brasileiras de audiovisual receberão investimento de R$ 36,8 milhões para coproduções com outros países. A Agência Nacional do Cinema (Ancine) será responsável por destinar os recursos. O anúncio foi feito pelo diretor-presidente da agência, Christian de Castro, durante a 10ª edição do Ventana Sur, evento que ocorre até esta sexta-feira (14), em Buenos Aires.
Serão R$ 18,15 milhões para cinema e R$ 18,65 milhões para TV, investidos por meio do Edital de Coprodução Mundo, cujas inscrições começam em janeiro. A seleção funcionará na modalidade de fluxo contínuo e atenderá projetos cujas produtoras brasileiras sejam minoritárias ou majoritárias. Serão exigidos contratos de distribuição para os projetos de cinema e de pré-licenciamento para os de TV.
De acordo com Christian de Castro, o objetivo é fazer com que o empreendedor do audiovisual brasileiro consiga ser mais competitivo no mercado internacional, para atrair mais investimentos. "Nos últimos anos, a Ancine tem coloca…

Museu Nacional tem 51% das obras emergenciais concluídas

Mais da metade das obras emergenciais no prédio do Museu Nacional já foram concluídas. De acordo com o diretor da instituição, Alexandre Kelner, já foram recuperados dos escombros 1,5 mil peças e conjuntos, o que equivale a 51% do total da primeira parte dos reparos. A informação foi divulgada na última quarta-feira (13) durante balanço apresentado pelo Ministério da Educação (MEC). 
O MEC também apresentou outras iniciativas que vão dar continuidade à recuperação do espaço que foi destruído pelo incêndio em setembro. Uma delas é uma parceria com a Agência Brasileira de Cooperação, vinculada ao Ministério das Relações Exteriores, e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) a fim de subsidiar estudos, pesquisas, metodologias e projetos técnicos para a reconstrução e restauração do Paço de São Cristóvão e de bases para o novo Museu Nacional. No total, serão investidos R$ 5 milhões nesse trabalho. 
Esse valor se soma aos R$ 10 milhões já repassados pel…